sexta-feira, 26 de maio de 2017

VIDEO-ÁRBITRO NA FINAL DA TAÇA DE PORTUGAL

Disse Rui Vitória - «Final da Taça não seria o momento adequado para introduzir o video-árbitro» 

Rui Vitória considera o jogo de uma final da Taça de Portugal muito importante para ser utilizado como um momento experimental antes do uso generalizado no campeonato da próxima época.

Rui Vitória já tem no currículo uma Taça de Portugal, conquistada ao serviço do Vitória de Guimarães, numa partida em que o Guimarães marcou o 1-1 que deu início a reviravolta no marcador, na sequência de um fora-de-jogo (o Jorge Sousa seria obrigado a invalidar este golo, se nessa altura o Video-árbitro já estivesse em vigor, pois o fora-de-jogo é evidente e esse erro arbitral do Jorge Sousa bem visível a olho nu não passaria sem a devida correcção pelo Video-árbitro). 


Por isso, Rui Vitória, não há que temer o uso de auxílio tecnológico ao trabalho do arbitro neste decisiva final, mesmo sendo ainda numa fase embrionária da sua utilização, o simples facto de existir a posibilidade de ajuda atráves um video-arbitro, em princípio será benéfico para a definição do justo vencedor de um troféu importante como a Taça de Portugal, respeitando escrupulosamente as leis do jogo. 

O F. C. Porto na sua publicação Dragões Diário interpretou as palavras acima do Rui Vitória como sendo, de técnico que não quer que os erros arbitrais sejam corrigidos pelos Videos-árbitros, quando o foco do Rui Vitória, seria mais de que numa final se deve utilizar ferramentas já bastante experimentadas, pois qualquer erro arbitral com influência no resultado que ocorra numa final é algo que perdurará na memória dos adeptos, logo o processo de decisão arbitral com a ajuda do Video-árbitro, a ser utilizado numa importante partida como uma final em que está em jogo uma Taça, nunca seria aconselhável o uso de alguma tecnologia ainda em fase experimental.

Eis, aqui o que foi publicado pelo Dragões Diário sobre a declaração do Rui Vitória:
Veremos o que dirá o Rui Vitória ou o Pedro Martins no final desta partida. Que vença o melhor.

No Domingo já veremos como foi a actuação do arbitro Hujo Miguel e qual foi o contributo da cooperação dos Video-árbitros Artur Soares Dias e Jorge Sousa para que esta partida tenha uma arbitragem o mais isento de erros arbitrais relevantes possíveis. Ou será que vamos ter algum golo irregular como na última final da Taça de Portugal entre o Benfica e o Guimarães.

Sem comentários: