sexta-feira, 1 de março de 2024

Um golo roubado, pode fazer uma grande diferença no sucesso desportivo

Quando o Benfica fez o 2-2 aos 72 minutos, todos aqueles que estavam a assistir este jogo, sentiram que esse golo anunciava uma clara mudança no rumo deste jogo da 1ª mão da 1/2 em Alvalade, para os minutos que faltavam disputar e da forma como as equipas estavam a jogar  na 2ª, o Benfica perfilava-se claramente como o favorito a terminar esta partida em vantagem. 

Quando após uma linda jogada de entendimento com o Kokçu, Di Maria decidiu fazer um passe para o canto inferior esquerdo da baliza defendida pelo Franco Israel, um remate colocadíssimo sem hipóteses de defesa para o guarda-redes, ninguém imaginaria que pusesse haver algum elemento arbitral com clara vontade de adulterar o sentido como estava a decorrer o jogo, pudesse intervir no sentido de anular um golo limpo ao Benfica. O Tengstedt estando adiantado não fez nenhum movimento que pudesse indiciar que pretendia disputar o lance e quando Di Maria coloca o pé na bola o guarda-redes tem a visão completa da bola, pois o Tengsted não esta a frente da bola, ele sabe claramente para que lado foi o remate do Di Maria e que o Tengsted não tem qualquer hipótese de tocar nessa bola, nem mesmo que se estirasse como fez o guarda-redes conseguiria chegar a essa bola. Tanto e que se o Tengstedt fosse um defesa do Sporting naquela posição e fizesse exatamente o mesmo que Tengstedt nenhum adepto o culparia pelo golo sofrido, afirmando que se esforçasse mais ainda conseguiria intercetar essa bola. Os árbitros influenciaram o jogo com esse golo sonegado ao Benfica numa altura que o Benfica estava em claro crescendo no jogo. A imagem que o Arbitro viu em campo e que o VAR lhe mostrou em ambos os casos e evidente que o Franco Israel tinha a visão clara do que Di Maria fez.

O Super Dragão, Fábio Melo no VAR decidiu prejudicar o Benfica, como normalmente são todas as suas intervenções claramente tendenciosas em jogos envolvendo o Benfica ou o seu FCP, controlados por ele. Mais uma decisão inqualificável do Fábio Melo, temos todos curiosidade em saber os dados estatísticos da quantidade total de golos que já anulou ao Benfica na sua carreira comparativamente aos que não anulou dos seus adversários ou aos que anulou ao seu querido FCP. Bastava isso para ficar a vista de todos a tendência deste arbitro que de neutral não tem nada, nem faz um esforço para tentar ser neutro. Depois de eliminar o Benfica da Taca de Portugal na época passada da forma que foi, fez isso.

O esverdeado Fábio Veríssimo sentindo o encontro dentro de campo não viu em nenhum momento que o Tengstedt tenha alguma intervenção na direção em que vai o remate ou sequer ter tapado a visão do Franco Israel, impossibilitando-o de ver o local para o qual vai esse remate não conseguiu resistir a tendência pro Sporting, próprio de quem não consegue despir-se a condição de ser Sportinguista, pelo qua acabou arranjando um pretexto para impossibilitar o Benfica de marcar o golo que iria permitir revirar o marcador deste Derby. constamos que assinalou 8 penaltis favoráveis ao Benfica em 23 jogos e os mesmos 8 favoráveis ao Sporting em 21 jogos, e o mesmo numero de penaltis, mas a verdade é que o Benfica nesses jogos, foi uma equipa muito superior aos seus rivais como atesta o saldo positivo de 41 golos que apresenta (51 marcados - 10 sofridos), enquanto o Sporting nos 21 jogos apitados pelo Fábio Veríssimo, o Sporting apresenta um saldo positivo de 11 golos (39 marcados - 28 sofridos), ou seja sem os 8 penaltis favoráveis que cada uma das equipas usufruiu, o Benfica teria um saldo favorável de 33 golos em 23 jogos em que no total jogou em, inferioridade numérica durante 111 minutos e o Sporting teria um saldo positivo de apenas 3 golos nos 21 jogos que apitou. Os 8 penaltis apitados a favor do Sporting fez com que uma equipa que iria marcar só mais 3 golos do que os seus adversários em 21 jogos conseguisse marcar mais 11 golos do que os adversários e isso faz muita diferença no rendimento desportivo. O lance da simulação grosseira do Edwards  não lhe ter valido um amarelo e de bradar aos céus, como estes indivíduos/árbitros querem defender a verdade desportiva se nem sequer conseguem castigar os batoteiros.

Em Portugal se vicia o jogo e os responsáveis pela arbitragem tem muita responsabilidade nisso. 

Podem sonegar 1 golo, mas todo o mundo viu que Di Maria colocou intencionalmente essa bola no canto inferior esquerdo da baliza, o Franco Israel também viu como todos. como o objetivo de prejudicar o Benfica e beneficiar o Sporting podem ter retirado ao Di Maria o golo só ao alcance dos predestinados. Não vai poder contar aos seus netos, o extraordinário golo que marcou no Derby eterno de Lisboa. Eu sei que já não vai aparecer nos livros dos registos históricos do futebol Português, mas todos que presenciamos este momento épico, não deixaremos de contar aos nossos netos, daqui a uns anos quando nascerem que vimos Di Maria a  fazer um enorme golo quando já tinha 36 anos e muitos diziam que já estava acabado. Di Maria não conseguiu colocar esse golo magico nos cadernos desportivos, mas este momento magico jamais será esquecido por quem presenciou este golo de artista, que outros artistas ainda maiores o negaram.

Este foi claramente um golo roubado ao Di Maria, um golo roubado ao Benfica, esse era o objetivo.

quarta-feira, 28 de fevereiro de 2024

Ranking de penaltis concedidos as equipas nos últimos 5 campeonatos deixa a nu que há viciação arbitral na Liga Portuguesa

Uma vez, que em condições normais arbitrais ocorre uma correlação positiva entre o nº de golos marcados e o nº de penaltis favoráveis assinalados, todos em principio acreditaríamos, os 3 grandes Portugueses entre os 3 melhores ataques no agregado das últimas 5 épocas, tal como encontraríamos também o F. C. Porto, Sporting e Benfica nas 3 primeiras posições do Ranking das equipas que usufruiram de mais penaltis nesse período (últimos 159 jornadas da Liga Portuguesa). Mas, o que a realidade dos nºs agregados da Liga nos apresenta não é nada condizente com o que é ecpetável ocorrer.

Aqui está o TOP 8 da equipas que usufruíram de mais penaltis assinalados a seu favor nas últimas 5 épocas.

Salta a vista de todos, que no agregado dos últimos 159 jogos para o campeonato, foram concedidos ao FCP (58 penaltis) e ao Sporting (42 penaltis), condicões arbitrais incomparavelmente melhores do que a de todas as outras equipas da Liga (por exemplo, o Benfica só usufruiu de 31 penaltis). Por incrível que pareça, a equipa mais ofensiva da Liga, a que mais ataca e mais golos marcou (Benfica), não é nem a 1ª, nem a 2ª, nem sequer a 3ª equipa Portuguesa com mais penaltis assinalados a seu favor!  Como o Benfica é apenas a 5ª equipa no ranking de penaltis assinalados a seu favor.

Como numa mesma Liga, temos candidatos a assufruir em média de 1 penalti a cada 6 golos que conseguem marcar e outro muito menos afortunado com a arbitragem, a só conseguir obter 1 penalti após cada 11 golos marcados em média no agragado de 159 jogos! Com as condições arbitrais da Liga Portuguesa nas últimas 5 épocas, as hipóteses do Benfica se sagrar campeão são equiparáveis aos dos 4 clubes do Minho (Gil Vicente, V. Guimarães, Famalicão e Braga), bastante inferiores ao nº de penaltis que foram concedidos ao Sporting ou ao F. C. Porto. Fontelas Gomes, devia saber que as ambições dos Benfiquistas não é obter nºs equiparáveis aos dos 4 clubes do Minho! O Benfica merece ter condições equiparáveis as equipas que tem o objetivo de se sagrarem campeãs.


A amostra em 5 épocas é já bastante alargada, mas infelizmente, o que acontece no sector da arbitragem da Liga Portuguesa não tem nada de normal, não é equiparável com o que é expetável encontrarmos numa Liga Profissional, com o que ocorre na Liga Inglesa, Espanhola, Alemã, Italiana e Francesa. 

Entre as 6 principais Ligas de futebol da Europa, o Conselho de Arbitragem liderado pelo Fontelas Gomes é destacadanebte a que é mais visível a existência de viciação arbitral na competição, pois: 

  • Se olharmos para os dados estatísticos da Liga Inglesa das últimas 10 épocas, constatamos que o Manchester City é o melhor ataque com 872 golos marcados e como é expetável é também a equipa que usufruiu de mais penaltis assinalados a seu favor (79 penaltis), em 2º lugar aparece o Liverpool que marcou 753 golos e usufruiu de 60 penaltis (apenas arrecadou 1 dos últimos 5 campeonatos, os restantes ficaram na posse do Manchester City que marcou mais 119 golos que o Liverpool neste período).
  • Se olharmos para os dados estatísticos da Liga Alemã das últimas 10 épocas, constatamos que o Bayern é o melhor ataque com 880 golos marcados e como é expetável é também a equipa que usufruiu de mais penaltis assinalados a seu favor (61 penaltis), em 2º lugar aparece o Dortmund que marcou 719 golos e usufruiu de 57 penaltis (o Bayern com mais 161 golos marcados acabou arrecadando todos os titulos deste período).
  • Se olharmos para os dados estatísticos da Liga Francesa das últimas 10 épocas, constatamos que o PSG é o melhor ataque com 875 golos marcados e como é expetável é também a equipa que usufruiu de mais penaltis assinalados a seu favor (101 penaltis), em 2º lugar aparece o Lyon que marcou 655 golos e usufruiu de 82 penaltis (o PSG com mais 220 golos marcados neste período arrecadou 9 dos últimos 10 campeonatos em França).
  • Se olharmos para os dados estatísticos da Liga Italiana das últimas 10 épocas, constatamos que o Nápoles é o melhor ataque com 727 golos marcados e como é expetável é também a equipa que usufruiu de mais penaltis assinalados a seu favor (79 penaltis), em 2º lugar aparece o Inter Milão que marcou 692 golos e usufruiu de 77 penaltis, em 3º lugar vemos a Juventus que marcou 687 golos e usufruiu de 77 penaltis. Ou seja, entre os 3 melhores temos apenas 2 penaltis de diferença e 40 golos marcados de diferença. Neste período, Nápoles venceu 1 campeonato, Inter outro, AC Milão outro, nesta temporada 2023/24 o campeão será o Inter ou a Juventus, que venceu 6, estas são as 2 equipas que em média usfruíram mais rapidamente de penaltis por cada 100 golos que marcados e vão ser as mais tituladas nesta década em Itália.
  • Se olharmos para os dados estatísticos da Liga Espanhola das últimas 10 épocas, constatamos que o Barcelona é o melhor ataque com 892 golos marcados (ter tido Messi ajudou muito) sendo a 2ª equipa que usufruiu de mais penaltis assinalados a seu favor (77 penaltis), o Real Madrid é a equipa Espanhola que usufruiu de mais penalties (91 penaltis), sendo o 2º melhor ataque, com 837 golos marcados. Tudo se perfila para que o Real Madrid vença o campeonato 2023/24 totalizando assim na década 4 campeonatos, tendo o Barcelona 5 e o Atético de Madrid 1.
  • Já na Liga Portuguesa, o melhor ataque (Benfica) com 785 golos marcados e apenas 71 penaltis, não é nem a 1ª nem sequer a 2ª equipa com mais penaltis da Liga Poruguesa. Pois, nestes últimos campeonatos, FCP usufruiu de 93 penaltis mesmo sendo apenas o 2º melhor com 713 golos marcados e o Sporting usufruiu de 95 penaltis mesmo tendo um ataque com apenas 679 golos marcados, ou seja, menos 106 golos do que o Benfica e mesmo assim os árbitros viram mais infrações na área ofensiva do Sporting do que do Benfica. 
É por demais evidente que a Liga Portuguesa tem sido viciado, ao não serem assinalados penaltis favoráveis ao Benfica. Por exemplo, nesta temporada 2023/24 os 3 grandes após 23 jornadas continuam numa luta acesa pela liderança, tendo o FCP usufruído de um saldo favorável de 1 penalti (7 a favor -6 contra), o Sporting jogou com um saldo nulo (3 a favor -3 contra) e os desfavorecidos Benfiquistas, foram os únicos que foram obrigados a suportar um saldo desfavorável de -4 penaltis (2 a favor -6 contra)! Como uma equipa com 56 golos marcados e 15 sofridos pode, já ter sido casigado com 6 penaltis contra e apenas ter usufruído de 2 penaltis favoráveis? Fontelas Gomes que responda.

GUSTAVO CORREIA (ARBITRAGEM)

GUSTAVO CORREIA - DADOS ESTATISTÍCOS DOS ÚLTIMOS 16 CAMPEONATOS

Gustavo Correia é um arbitro da A.F. Porto e foi o 16º classificado de época passada (2022/23).


QUERES CONHECER SE O TEU CLUBE TEM UMA % DE APROVEITAMENTO MELHOR OU PIOR COM O ARBITRO NOMEADO PARA ESTA JORNADA DO QUE O RENDIMENTO MÉDIO DO CLUBE COM TODOS OS RESTANTES ÁRBITROS? Neste blog terás essas respostas, com a indicação de todos os penaltis e expulsões assinalados.



Última atualização dos dados deste arbitro já contemplam o Boavista 0 - Braga 4, da 23ª jornada da época 2023/24. 


PONTO ESSENCIAL: O ARBITRO NUNCA DEVERIA SER UM ELEMENTO DETERMINANTE NO PROCESSO DE REPARTIÇÃO DOS PONTOS EM DISPUTA NUMA PARTIDA DE FUTEBOL.  Comparando a % pontos conquistados com um determinado arbitro com a % média do clube com todos os restantes árbitros, conheceremos o posicionamento do arbitro perante esse clube. Diferenças >20% ou <(-20%) em relação ao rendimento médio do clube indiciam que o arbitro beneficia(+) ou prejudica(-) o rendimento da equipa, ou seja este arbitro interfere tendencialmente no rendimento médio do clube e por isso não deve ser nomeado para arbitrar jogos desse clube.


Nos links que se seguem estão todos os jogos dos 4 grandes clubes com cada um dos seguintes árbitros nos últimos 16 campeonatos.   
                    
                                                                             Link com os dados do Pedro Proença
                                                                             Link com os dados do Jorge Sousa
                                                                             Link com os dados do Artur Soares Dias
                                                                             Link com os dados do Duarte Gomes
                                                                             Link com os dados do João Capela
                                                                             Link com os dados do Paulo Batista
                                                                             Link com os dados do Hugo Miguel
                                                                             Link com os dados do Olegário Benquerença
                                                                             Link com os dados do Rui Costa
                                                                             Link com os dados do Bruno Esteves
                                                                             Link com os dados do Carlos Xistra
                                                                             Link com os dados do Cosme Machado
                                                                             Link com os dados do Marco Ferreira
                                                                             Link com os dados do Vasco Santos





Analisando as % de aproveitamento dos clubes nos jogos arbitrados pelo Gustavo Correia conclui-se que, com a arbitragem deste arbitro a classificação destes últimos 16 anos seria:
1º F.C. Porto (conquista 100% dos pontos disputados com este arbitro) 
2º Sporting (conquista 100% dos pontos disputados com este arbitro) 
3º Benfica (conquista 100% dos pontos disputados com este arbitro) 
4º Braga (conquista 83% dos pontos disputados com este arbitro) 














os dados discriminados dos clubes são os seguintes:


























Este arbitro revela condições de imparcialidade para apitar os 4 clubes analisados?
Qual ou quais são os clubes em que os números revelam uma tendência?
Agradecemos o teu comentário/análise aos números estatísticos desde arbitro nos jogos em que dirigiu o teu clube, ou algum dos 3 rivais ao teu.


Na temporada anterior (2022/23), o Gustavo Correia arbitrou os seguintes jogos:
  • Arouca 0 - Braga 6 da 4ª jornanda.
  • F. C. Porto 4 - Famalicão 1 da 16ª jornada.
  • Portimonense 0 - Sporting 1 da 23º jornada.
  • F. C. Porto 3 - Estoril 2 da 24ª jornada, em que assinalou 1 penalti para cada lado e expulsou o Francisco Geraldes.

Nesta temporada 2023/24, o Gustavo Correia apitous os seguintes jogos: 
  • Benfica 2 - Estrela da Amadora 0, da 2ª jornada
  • F. C. Porto 1 - Chaves 0, da 15ª jornada 
  • Benfica 2 - Boavista 0, da 18ª jornada.
  • Boavista 0 - Braga 4, da 23ª jornada