terça-feira, 21 de novembro de 2017

Luís Ferreira VS Tiago Antunes

Na 11ª jornada, Luís Ferreira voltou a ter uma péssima arbitragem, deixando por assinalar estes 2 penaltis, ainda com o jogo empatado 0-0.



Até quando continuará Luis Ferreira a ter arbitragens destas!

Quem viu as actuações dos árbitros durante a época passada, só pode ter ficado perplexo ao conhecer a classificação final da época 2016/17, afinal o Luís Ferreira na classificação oficial não foi o pior arbitro da época, mesmo depois das desastrosas arbitragens que teve. Enexplicável!
Luís Gonçalves já tinha ameaçado o Tiago Antunes com "a tua carreira vai ser curta" e também já tinha prometido a Luís Ferreira que "não vais descer, és um dos nossos!". É curioso que no final da época 2016/17, quem desceu de divisão foi mesmo o Tiago Antunes e não o Luis Ferreira, que foi de longe o arbitro que teve as piores arbitragem durante a época. Não há adepto que não reconheça que, Luís Ferreira teve péssimas arbitragens em 2016/17. Já o Tiago Antunes até teve arbitragem completamente pacificas durante a temporada, não existe registos de queixas de parcialidade, nem foi público nenhuma arbitragem que claramente uma das equipas tenha considerado como demasiado tendenciosa.

O primeiro jogo na 1ª Liga na época 2016/17 para o qual foi nomeado o Tiago Antunes, foi o Chaves 0 - Setúbal 0 na 4ª jornada, seguiu-se o Feirense 0 - Belenenses 1, depois o Nacional 3 - Tondela 2, seguiu-se o Arouca 2 - Estoril 1, depois o Chaves 2 - Nacional 0, seguiu-se o Rio Ave 0 - P. Ferreira 0, depois o Marítimo 3 - Arouca 1, seguiu-se o Estoril 2 - Chaves 1, e por fim na 34ª jornada esteve no Guimarães 0 - Feirense 1.

Já no que toca a Luís Ferreira, houve diversos jogos com más arbitragens.

Luís Ferreira que na 23ª jornada da época 2015/16 num momento em que o marcador estava F. C. Porto 0 - Moreirense 2, assinalou uma grande penalidade favorável ao F. C. Porto neste lance que se segue por suposto derrube do Maxi Pereira, penalti que veio a dar origem a reviravolta para 3-2.

Inacreditavelmente o arbitro não foi penalizado! Inacreditável! Depois de ter tido uma clara influência no normal desenvolvimento desta partida, Luís Ferreira ainda foi avaliado positivamente, algo que lhe permitiu continuar a por os adeptos de futebol em franja com a sua inaptidão para apitar jogos da 1ª Liga na época 2016/17. Os jogadores do Moreirense só lhes resta levar as mãos à cabeça.


Depois dos bons serviços prestados a causa azul, na época seguinte, o Luís Ferreira foi premiado com a nomeação para a estreia do F. C. Porto no Dragão, logo na 2ª jornada, dirigiu o F. C. Porto 1 - Estoril 0, depois apitou o Arouca 0 - Chaves 1, na 7ª jornada foi nomeado para o Benfica 4 - Feirense 0, seguiu-se o Boavista 0 - Estoril 0, na 13ª jornada logo aos 3 minutos expulsou o Ícaro, desequilibrando completamente as forças em competição no Feirense 0 - F. C. Porto 4, seguiu-se o Braga 2 - Moreirense 1, depois na 17ª jornada esteve um péssimo desempenho no Benfica 3 - Boavista 3, seguiu-se o Rio Ave 0 - Marítimo 0, depois na 22ª jornada teve novo desastroso desempenho no Porto 4 - Tondela 0, seguiu-se o Nacional 1 - P. Ferreira 1 e teve o seu último jogo da 1ª Liga na 27ª jornada no Belenenses 1 - Feirense 2.

Vejamos então, o desempenho do Luís Ferreira na época 2016/17.

É na sequência deste lance que se dá expulsão do Ícaro e o penalti que inaugura o marcador.

Já Marcano continuou em campo!

Após sofrer um penalti e uma expulsão aos 3 minutos de jogo, na conferência de imprensa o José Mota, que a data era o treinador do Feirense, comentou assim a influência da arbitragem no resultado do Feirense-Porto: «Da forma como o jogo se desenrolou, tenho de dar os parabéns aos meus jogadores, que tiveram uma postura digna. O jogo começou com aquela situação de grande penalidade e expulsão do meu jogador, vocês é que analisam e ajuízam, mas a partir daquele momento a nossa estratégia ruiu.»
Qual foi a estratégia depois da expulsão? «Mesmo durante os primeiros 45 minutos, conseguimos duas ou três situações de grande perigo na baliza do FC Porto. Num lançamento de linha lateral, o FC Porto chega ao segundo golo, em lance precedido de falta. Sabíamos que seria extremamente difícil contrariar esta situação. Os meus jogadores foram muito sérios e muito dignos, mereceriam outro resultado.»
Como avalia o lance do penálti? «Não vou falar sobre isso. Não me é permitido falar. Passem as imagens, as repetições, e as pessoas que avaliem em casa. Estas situações têm-nos prejudicado muitas vezes. Tivemos duas bolas na trave e mais duas ou três situações. Se calhar, com onze jogadores, a história seria outra. Durante os primeiros quarenta e cinco minutos tivemos as melhores oportunidades.»


No Benfica 3 - Boavista 3 em que Luis Ferreira errou em 3 dos golos deste jogo, o que desvirtuou por completo esta partida. Disse o Rui Vitória que: "Foi um início atipico! Houve situações atipicas a todos os níveis!"



Errar em 3 lances de golo em prejuizo do mesmo clube é muito grave mas ainda mais grave foi a sua desastrosa arbitragem no F. C. Porto-Tondela, a tal ponto que na conferência de imprensa, Pepa, o Treinador do Tondela analisa assim o jogo:  "É surreal! Ficou estragado o jogo. Enquanto tivemos 11 para 11 fomos muito competentes. Saímos frustrados por não termos oportunidade de discutir jogo. Isto foi como ir para uma guerra e tirarem-nos as balas"
"Vou ser direto, muito claro e objetivo. O jogo ficou estragado. Só agora vi as imagens e não quis acreditar no que vi. É surreal! Mas não me vou alongar mais. Há imagens, há profissionais desse lado, para analisar e ver as coisas. É surreal a expulsão. É surreal o penálti. Antes do penálti há falta. Antes do segundo golo há falta. O Johny vai isolado e é amarelo. O Kaká à primeira falta vê amarelo..."

Vendo as imagens da expulsão, do penalti, etc, deste inacreditável arbitragem como é que alguém pode acreditar que o Luís Ferreira poderá algum dia ser um elemento neutral num jogo de futebol.
O lance que antecede o 2-0. 
E ainda há estes lances em que tudo é permitido.



quinta-feira, 16 de novembro de 2017

Penaltis desfavoráveis ao F. C. Porto assinalados nos últimos 10 campeonatos

O F. C. Porto vem dominando o sector da arbitragem há muitos e muitos anos.
Ninguém se lembra da última vez em que os árbitros melhores classificados pelo Conselho de Arbitragem não sejam os árbitros conotados com o F. C. Porto, que não sejam árbitros do agrado das cores portistas. Ou é o Artur Soares Dias, ou é Jorge Sousa, ou é Pedro Proença, etc, todos os anos os árbitros melhores classificados são sempre os árbitros com os quais o F. C. Porto é claramente o clube com melhor rendimento médio nos jogos que dirigem.

Será que alguém conhece algum arbitro que tenha assinalado 3 penaltis desfavoráveis ao F. C. Porto?
Se alguém conhecer algum arbitro que tenha assinalado 3 penaltis contra o F. C. Porto nos últimos 10 campeonatos que escreva aqui o nome desse arbitro?

Parece incrível, mas em todo o quadro de árbitros, não há nenhum que tenha visto 3 infrações na área, cometida por jogadores do F. C. Porto nas últimas 10 temporadas! Em 10 temporadas!

Como quem já acompanha este blog há um certo tempo sabe, o F. C. Porto é destacadamente o clube, que menos vezes foi punido com grandes penalidades desfavoráveis assinaladas efetivamente pelos árbitros no agregado dos últimos 10 campeonatos. Em 293 jogos, apenas foram assinalados 23 penaltis desfavoráveis ao F. C. Porto, sendo que em 7 desses jogos também foram assinalados penaltis favoráveis ao F. C. Porto, ou seja, somente em 16 jogos teve que enfrentar uma real desvantagem em termos de grandes penalidades assinaladas no campeonato nacional em 10 anos. O Benfica sofreu 27, o Sporting sofreu 35 e o Braga sofreu 41 penaltis desfavoráveis.

Com uma analise atenta aos dados estatísticos, constata-se que nas últimas 10 temporadas, nenhum arbitro assinalou sequer 3 penaltis desfavoráveis ao F. C. Porto, quanto mais 4 ou 5 penaltis desfavoráveis. Nem mesmo os árbitros que dirigiram diversos jogos do F. C. Porto, nem mesmo os mais experientes e internacionais que arbitraram diversos jogos difíceis do clube, como é o caso do Artur Soares Dias, Jorge Sousa, Hugo Miguel, Carlos Xistra ou Pedro Proença foram capazes de assinalar 3 penaltis desfavoráveis ao F. C. Porto nas últimas 10 temporadas.

A titulo de curiosidade podemos verificar que neste mesmo período das últimas 10 épocas, o:
  • Artur Soares Dias assinalou 8 penaltis desfavoráveis ao Braga
  • Artur Soares Dias assinalou 5 penaltis desfavoráveis ao Benfica.
  • Artur Soares Dias assinalou 5 penaltis desfavoráveis ao Sporting.
  • Carlos Xistra assinalou 6 penaltis desfavoráveis ao Braga.
  • João Capela assinalou 4 penaltis desfavoráveis ao Braga.
  • Jorge Sousa assinalou 3 penaltis desfavoráveis ao Benfica.
  • Pedro Proença assinalou 3 penaltis desfavoráveis ao Benfica.
  • Bruno Paixão assinalou 3 penaltis desfavoráveis ao Sporting.

Como se vê quer o Benfica, quer o Sporting, quer o Braga já tiverem a pouca sorte de levar com árbitros que já lhes assinalaram por diversas vezes penaltis desfavoráveis. Somente o F. C. Porto tem tido a proteção por parte de quem nomeia os árbitros, a tal ponto de não encontrarmos na 1ª categoria nenhum árbitro que tenha assinalado nas últimas 10 épocas, 3 grandes penalidades contra o F. C. Porto.
Porque não se encontra nenhum arbitro que tenha assinalado 3 penaltis desfavoráveis ao F. C. Porto nas últimas 10 temporadas?

Qual é o poder do clube nas estruturas da arbitragem para que seja o único clube com tal privilégio? Fontelas Gomes ou Paulo Costa conseguem esclarecer os adeptos de futebol ou não?



Eis então, todos os jogos em que foram assinalados penaltis desfavoráveis ao F. C. Porto, nas últimas 10 temporadas e como se vê, o próprio Pedro Proença nunca viu um penalti que pudesse prejudicar o rendimento desportivo do F. C. Porto nos diversos jogos importantes que dirigiu.


domingo, 12 de novembro de 2017

Penaltis desfavoráveis aos candidatos ao título assinalados nas últimas 10 épocas

A generalidade dos adeptos tem a ideia que os árbitros revelam grande dificuldade em assinalar penaltis desfavoráveis ao F. C. Porto, Benfica, Sporting ou ao Braga.
Todos os adeptos se queixam que ficam por assinalar muitas grandes penalidades contra os grandes, pois grande parte dos árbitros tem medo de punir as infrações cometidas na área de um candidato ao título. Em resumo, nas últimas 10 temporadas foram assinalados os seguintes penaltis desfavoráveis:
  • 41 penaltis desfavoráveis ao Braga
  • 35 penaltis desfavoráveis ao Sporting
  • 27 penaltis desfavoráveis ao Benfica
  • 23 penaltis desfavoráveis ao F. C. Porto


Em média nos 293 jogos que cada clube disputou nas últimas 10 épocas, foram assinalados 31 penaltis desfavoráveis ao candidato ao título, como podemos ver em média as equipas candidatas ao título sofrem 1 penalti por cada 9 jogos realizados, dai que o normal será encontrarmos aproximadamente 2 penaltis desfavoráveis assinalados sempre que um arbitro tenha arbitrado mais de 18 jogos desse clube nas últimas 10 temporadas. Para terem sido nomeados para mais de 18 jogos é porque estamos a falar dos que são considerados pelo conselho de arbitragem como os melhores e por via disso são normalmente estes, os árbitros que dirigem os jogos mais difíceis dos grandes. Como qualquer arbitro que dirija um número de jogos equivalente a metade de um campeonato pode influenciar muito o rendimento médio de uma equipa e como 15 jogos representa metade de um campeonato na esmagadora maioria das últimas 10 épocas, é esse o limite mínimo que utilizaremos.


Como só uma amostra suficientemente grande dos dados estatísticos nos permitem chegar a resultados mais fidedignos, somente vamos utilizar dados de árbitros em que a amostra seja igual ou superior a 15 jogos arbitrados, os resultados obtidos não seriam tão fiáveis com arbitros que somente tenham apitado 5 ou 6 jogos. Os 7 árbitros que nestas últimas 10 temporadas apitaram um número considerável de jogos dos grandes no campeonato são, o Artur Soares Dias, o Jorge Sousa, o Carlos Xistra, o Hugo Miguel, o Rui Costa, o Pedro Proença e o Bruno Paixão. Estes foram os 7 arbitros que mais intervieram nos jogos que envolviam os 4 grandes nas últimas 10 épocas, em conjunto apitaram 113 jogos do F. C. Porto, 119 jogos do Benfica, 131 jogos do Braga e 130 jogos do Sporting.


Estatisticamente estes foram os penaltis assinalados contra os grandes nos últimos 10 campeonatos, discriminados pelo resultado que se verificava na altura em que se foram assinalados.

Como é evidente os penaltis com potencial para diretamente retirar pontos as equipas são os que foram assinalados contra a equipa quando se esta a vencer por apenas 1 golo ou o jogo se encontra empatado. São os casos de 15 penaltis sofridos pelo F. C. Porto, 18 sofridos pelo Benfica, 26 sofridos pelo Braga e 23 sofridos pelo Sporting.



Esta é a listagem ordenada por ordem decrescente dos arbitros que assinalaram mais penaltis desfavoráveis aos candidatos ao título, a negrito todos os clubes que sofreram 3 ou mais penaltis assinalados desse arbitro em concreto.
Nota: Nas últimas 10 épocas não existe nenhum arbitro que tenha assinalado mais de 2 penaltis desfavoráveis ao F. C. Porto. É incrível, não encontrarmos nenhum arbitro que tenha assinalado um numero considerável de penaltis desfavoráveis ao F. C. Porto! 

  • Realce para o facto de 40% dos penaltis desfavoráveis aos candidatos assinalados pelo Artur Soares Dias, terem sido para penalizar o Braga! 
  • Realce para o facto de 54,5% dos penaltis desfavoráveis aos candidatos, assinalados pelo Carlos Xistra, terem sido para penalizar o Braga! 
  • Realce para o facto de 35,7% dos penaltis desfavoráveis aos candidatos assinalados pelo Hugo Miguel, terem sido para penalizar o Braga! 
  • Realce para o facto de 42,9% dos penaltis desfavoráveis aos candidatos assinalados pelo Jorge Sousa, terem sido para penalizar o Benfica! 
  • Realce para o facto de 50% dos penaltis desfavoráveis aos candidatos assinalados pelo Bruno Paixão, terem sido para penalizar o Sporting! 
  • Realce para o facto de 60% dos penaltis desfavoráveis aos candidatos assinalados pelo Pedro Proença, terem sido para penalizar o Benfica! 
  • Realce para o facto de 80% dos penaltis desfavoráveis aos candidatos assinalados pelo João Capela, terem sido para penalizar o Braga!

É particularmente relevante os apenas 2 penaltis desfavoráveis assinalados contra o F. C. Porto, quando existem arbitros que assinalaram 8 penaltis contra o Braga, 5 contra o Benfica e 5 contra o Sporting. No quadro acima vemos quais são os árbitros que já foram capazes de assinalar 4 ou mais grandes penalidades a penalizar os candidatos ao título e olhando com atenção para os dados estatísticos, podemos confirmar se a percepção que tinhámos sobre a tendênçia clubistica do arbitro se reflete nas grandes penalidades que ele efetivamente assinala. É verdade, há árbitros que protegem determinados clubes, não assinalado penaltis desfavoráveis aos mesmos.

Mas quem são esses árbitros que tenham arbitrado mais jogos envolvendo os grandes e que não tenham sido capazes de assinalar 2 penaltis desfavoráveis a essse clube grande?
  1. Rui Costa já apitou 18 jogos do Sporting e nunca assinalou nenhum penalti desfavorável ao Sporting! Rui Costa foi agora o VAR do último Sporting 2 - Braga 2, jogo muito polémico pela sua ausência de intervenção do VAR em lances mal ajuizados pelo arbitro Carlos Xistra.
  2. Pedro Proença apitou 16 jogos do F. C. Porto e nunca assinalou nenhum penalti desfavorável ao F. C. Porto! E o incrível é que 11 dos 16 jogos foram confrontos diretos com os outros 3 candidatos ao titulo e mesmo assim o F. C. Porto não tenha sido penalizado com nenhum penalti e teve mesmo 6 penaltis assinalados a seu favor.
  3. Carlos Xistra apitou 24 jogos do F. C. Porto e só assinalou 1 penalti desfavorável ao F. C. Porto! Esse único exemplar aconteceu ao seu 21º jogo arbitrado, será que só foi nomeado para tantos jogos do F. C. Porto porque historicamente não assinala penaltis contra o clube?
  4. Jorge Sousa apitou 21 jogos do Braga e só assinalou 1 penalti desfavorável ao Braga! 
  5. Hugo Miguel apitou 20 jogos do F. C. Porto e só assinalou 1 penalti desfavorável ao F. C. Porto! Esse único exemplar aconteceu ao seu 17º jogo arbitrado, será que só foi nomeado para tantos jogos do F. C. Porto porque historicamente não assinala penaltis contra o clube?
  6. Jorge Sousa apitou 18 jogos do F. C. Porto e só assinalou 1 penalti desfavorável ao F. C. Porto! Esse único exemplar aconteceu ao seu 16º jogo arbitrado, será que só foi nomeado para tantos jogos do F. C. Porto porque historicamente não assinala penaltis contra o clube?
Estes são os únicos casos de árbitros com mais de 15 jogos arbitrados de um dos grandes clubes, em que constata que os penaltis assinalados contra essas equipas é manifestamente inferior ao que seria expectável ocorrerem, tendo em conta que em média cada clube grande sofre um penalti desfavorável por cada 9 jogos realizados.