sexta-feira, 28 de abril de 2017

Penaltis - Últimas 4 épocas (2013-17) comparativamente às 4 épocas anteriores (2009-13)

Em condições normais as equipas mais fortes, atacam mais, obrigam os seus adversários a cometer mais faltas na sua área defensiva, marcam mais golos e conquistam mais pontos. Estatisticamente, é isso que acontece quando as equipas competem em condições arbitrais equivalentes. Normalmente verificamos uma correlação positiva entre os penaltis assinalados e os pontos conquistados. As equipas que mais atacam, são também as que mais penaltis favoráveis beneficiam. E as equipas que beneficiam de penaltis favoráveis, normalmente aproveitam essas decisões arbitrais favoráveis para melhorar o seu rendimento desportivo. 

Quem frequenta este blog, já sabe que todas as equipas aproveitam os penaltis para melhorar o seu rendimento desportivo, consultando os dados estatísticos das últimas 9 épocas (278 jogos vezes 4=1.112 jogos), se constata que os 4 candidatos ao título em conjunto (F. C. Porto, Benfica, Braga e Sporting) já beneficiaram de penaltis favoráveis em 240 jogos (em média conquistaram 83% dos pontos nesses 240 jogos) e disputaram os restantes 872 jogos sem nenhum penalti favorável (em média conquistaram 68% dos pontos disputados nesses 872 jogos). Como comprovam os números (e estamos a falar de 240 jogos e 872 jogos), o rendimento médio de um candidato ao título, é indiscutivelmente superior nos jogos em que a equipa usufrui de 1 penalti favorável, do que nos jogos em que não beneficia de nenhum penalti assinalado a seu favor. 

Mesmo quem nunca tinha visto estatísticamente, o efeito dos penaltis favoráveis no rendimento das equipas, empiricamente sabe que, as equipas que beneficiam de mais penaltis favoráveis normalmente acabam conquistando mais pontos do que as que não usufruem de penaltis. 

Nas últimas 8 épocas foram assinaladas 197 grandes penalidades favoráveis aos 3 grandes, distribuídos do seguinte modo:
  • 72 Penaltis favoráveis ao F. C. Porto, que conquistou 590 pontos e marcou 543 golos. 
  • 64 Penaltis favoráveis ao Sporting, que conquistou 490 pontos e marcou 425 golos. 
  • 61 Penaltis favoráveis ao Benfica, que conquistou 604 pontos e marcou 576 golos. Anormalidade estatística! O Benfica tendo sido neste período, a equipa que mais pontos conquistou (604 pontos no total) e mais golos marcou (576 golos), foi a equipa que usufruiu de menos penaltis assinalados a seu favor! 
Será possível um ataque que marcou 425 golos usufruir de mais penaltis assinalados a seu favor, que um ataque que foi capaz de marcar mais 151 golos, (ou seja 576 golos no total)? Provável não, mas isso aconteceu na liga Portuguesa, meus amigos! 

Alguém acreditaria que com condições arbitrais equivalentes, um ataque seria capaz de marcar mais 151 golos que o do adversário sem ter sofrido mais faltas na área que esse adversário? Constatar tais números, só mesmo na Liga Portuguesa! 
É que em média, é necessário fazer cerca de 4 remates enquadrados com a baliza para se marcar 1 golo. é que se esses remates forem de fora da área, então seriam necessários ainda muitos mais remates (ataques). Agora imaginem as vezes que são necessários entrar na área adversária para marcar mais 151 golos sem sofrer nenhum falta na área. 

Entre 2009/10 e 2012/13, o Benfica beneficiando de 34 penaltis favoráveis fez 285 pontos, conquistou 1 desses 4 títulos de campeão. Nos 4 anos seguintes (entre 2013/14 e 2016/17), o Benfica está agora a lutar pelo seu histórico tetra, conseguiu conquistar muitos mais pontos, mas inexplicavelmente usufruiu de menos penaltis assinalados a seu favor (usufruiu de apenas 27 penaltis favoráveis num período em que conquistou 319 pontos). Que anormalidade estatística! Mais golos marcados, mais pontos mas menos penaltis assinalados a seu favor!

Porque razão o Benfica nos mais recentes 128 jogos (entre 2013/14 e 2016/17), usufruiu de menos penaltis assinalados a seu favor (desceu 34 para 27), comparativamente com os anteriores 120 jogos (entre 2009/10 e 2012/13)? Mais incrédulos ficamos, quando verificamos que em relação aos penaltis assinalados ainda com o jogo empatado, no período anterior, o Benfica tinha usufruido de 16 penaltis favoráveis e agora num período em que tenta conquistar o seu histórico tetracampeonato, apenas foram assinalados 7 penaltis a seu favor com o jogo empatado! Este dado é muito relevador da adversidade arbitral, com que o Benfica está a jogar nos últimos 4 campeonatos. É que para agravar, estamos a falar de um clube que não joga nenhum minuto em superioridade númerica, desde a 25ª jornada da época 2014/15 (época do bicampeonato), quando o seu rival da actual época 2016/17 já usufruiu de 298 minutos em superioridade númerica e o rival directo da época anterior, usufruiu de 215 minutos em superioridade numérica nessa época 2015/16 do tri-campeonato.

Comparando as últimas 4 épocas (128 jogos de 2013/14 a 2016/17) com os anteriores 4 épocas (120 jogos de 2009/10 a 2012/13 em que o campeonato era de 30 jornadas), temos o seguinte quadro em que discriminamos os penaltis consoante os resultados que se verificavam no momento em que foram assinalados:

Ao comparar as últimas 4 épocas (2013/14 a 2016/17), com as 4 épocas anteriores, vemos que os clubes que usufruíram de mais penaltis favoráveis entre 2009/10 e 2012/13 foram o:
  1. F. C. Porto obteve 39 penaltis favoráveis entre 2009/10 e 2012/2013, que permitiram ao clube, conquistar 305 pontos nesse período. Nestes 4 anos a equipa que beneficiou de mais penaltis foi a que fez mais pontos, como é expectável acontecer. Neste período, o F. C. Porto marcou 282 golos, ou seja em média sempre que o clube conseguiu marcar 7 golos, usufruiu de 1 penalti favorável. Como vêem, o F. C. Porto que tinha usufruído de 39 penaltis favoráveis para fazer 305 pontos entre 2009/10 e 2012/13, agora entre 2013/14 e 2016/17, beneficiou de menos penaltis e conquistou também menos pontos (usufruiu de 33 penaltis favoráveis e conquistou 285 pontos). Entre 2009/10 e 2012/13, o F. C. Porto foi a equipa que usufruiu de mais penaltis favoráveis, mas nas últimas 4 épocas (entre 2013/14 e 2016/17) foi ultrapassado pelo Sporting, que passou a ser a equipa com mais penaltis assinalados a seu favor (o Sporting aproveitou isso para ultrapassar o F. C. Porto em termos de pontos conquistados nesse período), se bem em termos de penaltis assinalados com o jogo empatado, o F. C. Porto ainda continua a ser a equipa que mais beneficia. Com o jogo empatado entre 2009/10 e 2012/13 foram assinalados 18 penaltis favoráveis ao F. C. Porto e entre 2013/14 e 2016/17 foram assinalados 17 penaltis favoráveis ao F. C. Porto, ou seja, nos penaltis que realmente permitem desbloquear resultados, não houve uma grande diferença para o F. C. Porto nestes últimos 8 anos.
  2. Benfica obteve 34 penaltis favoráveis entre 2009/10 e 2012/2013 e o clube, conseguiu conquistar 285 pontos nesse período. Neste período, o Benfica marcou 282 golos, ou seja em média o clube precisou de marcar mais de 10 golos por cada penalti favorável que usufruiu. O Benfica que entre 2009/10 e 2012/2013 tinha usufruído de 34 penaltis favoráveis, é agora entre 2013/14 e 2016/17 obrigado a, usufruindo de apenas 27 penaltis favoráveis, a tentar conquistar muitos mais pontos (319 pontos), se quer conquistar o seu HISTÓRICO TETRA. 27 penaltis favoráveis, é quase equivalente aos 26 que o Sporting tinha usufruido, entre 2009/10 e 2012/13, altura em que o Sporting apenas conquistou 197 pontos. Não se percebe como o actual ataque do Benfica que, nas últimas 4 épocas conseguiu marcou 294 golos e 319 pontos em 128 jogos, apenas tenha usufruido até ao momento de 27 penaltis favoráveis assinalados pelos árbitros (e apenas 7 deles assinalados ainda com o jogo empatado). 
  3. Sporting obteve 26 penaltis favoráveis entre 2009/10 e 2012/2013, que permitiram ao clube apenas conquistar 197 pontos. Neste período a equipa que beneficiou de menos penaltis foi a que fez menos pontos, como seria expectável acontecer. Neste período, o Sporting apenas marcou 166 golos, ou seja em média sempre que o clube conseguiu marcar mais de 6 golos, usufruiu de 1 penalti favorável. Como vêem, o Sporting que tinha usufruído de 26 penaltis favoráveis e conquistado 197 pontos entre 2009/10 e 2012/13, agora nas últimas 4 épocas (entre 2013/14 e 2016/17), ao usufruir de 38 penaltis favoráveis conseguiu conquistar muitos mais pontos (293 pontos no total). Estatisticamente, faz sentido (entre 2013/14 e 2016/17), a equipa usufruir de mais penaltis do que entre 2009/10 e 2012/13, uma vez que a equipa nestas últimas 4 épocas, também foi capaz de conquistar mais 92 pontos do que conquistou entre 2009/10 e 2012/13.
Obviamente que analisar somente o número total de penaltis pode ser bastante redutor, pois, os penaltis não têm todos a mesma influência no rendimento pontual da equipa. O penalti assinalado ainda com o jogo empatado, é muito mais importante do que o penalti assinalado já numa altura em que estamos a vencer por 2 ou mais golos de vantagem.

Considerando somente os penaltis assinalados com o jogo empatado ns últimas 4 épocas (2013-17) comparativamente às 4 épocas anteriores (2009-13), temos que:
  • Entre 2009/10 e 2012/13 com o jogo empatado foram assinalados 18 penaltis favoráveis ao F. C. Porto, 14 penaltis favoráveis ao Benfica e 9 favoráveis ao Sporting. Por isso não é surpresa para ninguém que nessas 4 épocas o F. C. Porto por 3 vezes e o Benfica tenha sido campeão 1 vez. 
  • Entre 2013/14 e 2016/17, com o jogo empatado, foram assinalados 17 penaltis favoráveis ao F. C. Porto, 15 penaltis favoráveis ao Sporting e apenas 7 penaltis favoráveis ao Benfica (o F. C. Porto continua sendo o clube com mais oportunidade de acrescentar pontos directamente com decisões arbitrais). Incompreensivelmente, o Benfica que tem conseguido conquistar mais pontos e marcar mais golos, apenas viu serem assinalados 7 penaltis a seu favor com o jogo empatado, nestas últimas 4 épocas em que procura atingir o seu histórico Tetra. O Benfica que nas últimas 4 épocas, competiu nestas condições arbitrais adversas, mesmo assim conseguiu marcar mais 33 e 35 golos que o F. C. Porto e o Sporting respectivamente e também conquistar mais 26 e 34 pontos que o Sporting e o F. C. Porto neste período. É mesmo um caso estatístico bastante raro, o que está a acontecer na nossa liga nos últimos 4 campeonatos. Esta época, podemos assistir pela 1ª vez na história, a vitória do 4º campeonato seguido de um clube, em que esse clube usufrui nesse período de menos de metade dos penaltis desbloqueadores do marcador, que os rivais usufruiram! Com o jogo ematado, os 2 rivais juntos, usufríram de mais de 4 vezes dos penaltis assinalados a favor do Benfica. É que, uma vez que, o Benfica apenas usufruiu de 7 desses penaltis, está a competir contra 2 rivais que em conjunto usufruíram de 32 desses penaltis no mesmo período! E é com esta realidade que os dados estatísticos demonstram, que decorre a nossa Liga. E estamos todas as semanas a discutir qual foi a equipa beneficiada da semana.

Actualmente em Portugal, todas as semanas é um barrulho ensurdecedor nas televisões! 
Não há adepto que não reclame, que o árbitro devia ter marcado mais um penalti favorável a sua equipa! Esta pressão constante, principalmente de quem transmite os jogos (SPORT TV) tem influência nas decisões efectivamente tomadas pelos árbitros e faz com que a Liga Portuguesa, seja uma das Ligas em que se marcam mais grandes penalidades favoráveis aos grandes clubes. Em Portugal marcam-se mesmo muitos penaltis favoráveis aos grandes, pois em Espanha mesmo sendo um campeonato mais longo que o Campeonato Português, só numa década, encontraremos alguma equipa que tenha beneficiado de mais do que os 81 penaltis que o F. C. Porto beneficiou somente nos últimos 9 campeonatos (numa década seguramente ultrapassará os 83 penaltis favoráveis, o máximo da liga espanhola). 
No quadro seguinte podemos verificar que na Liga Espanhola, por décadas foram assinaladas os seguintes penaltis favoráveis aos candidatos ao título:
Bem haja a Liga espanhola, que tem coragem de publicar os dados estatísticos dos penaltis assinalados na sua Liga enquanto que em Portugal é tudo obscuro! Em Espanhã, numa década (10 campeonatos), no máximo foram assinalados 83 penaltis favoráveis a um clube. Atenção que, o Campeonato Espanhol tem normalmente 38 jornadas e não 30 como acontecia em Portugal até 2013/14. Alguém acredita que até ao final do campeonato 2017/18, só serão assinalados mais 2 penaltis favoráveis ao F. C. Porto nesses 38 jogos que faltam disputar? É que em nenhum dos campeonatos recentes foi inferior a 5 penaltis favoráveis assinalados. 

Agregando os penaltis das últimas 9 temporadas, ao Benfica e ao Sporting também só faltam 15 e 16 penaltis respectivamente para chegarem ao final de 2017/18, com os 83 penaltis favoráveis (o máximo de uma década em Espanha)! 

4 comentários:

Semper Fidelis disse...

acordado às 5 da matina para escrever este post?

Parabéns! O influenciaarbitral é um blog essencial na demonstração cabal (com números que tornam tudo bem claro e que só os maiores cegos -ou seja os que não querem vêr- é que têm a coragem de contestar ou ignorar)

Anónimo disse...

Estes dados estão atualizados?

Rafael Oliveira disse...

Este blog é uma comédia, primeiro falseia os dados, segundo escolhe os períodos temporais mais convenientes para tentar provar que o benfica não é beneficiado quando todos o vêm semana após semana. Querem dados estatisticos chocantes? Mencionem o número de cartões mostrados aos grandes nesse período, mostrem o número de penalties sofrisos e o resultado nesse momento. Não convém pois não? Julgam que todos são burros como os vossos adeptos.

Influência Arbitral disse...

Resposta ao Rafael Oliveira,

Podes não gostar de saber a realidade dos números do nosso campeonato, mas estes são os factos, não há como negar, neste blog estão registados todos os penaltis assinaladados nas últimas épocas, os momentos de jogo em que foram assinalados.