quinta-feira, 4 de junho de 2015

JORGE JESUS NO SPORTING?

Segundo as notícias, Jorge Jesus será o treinador do Sporting na próxima época 2015/16.

Esta informação ainda carece de confirmação oficial do clube, neste momento o que é certo é que o Sporting já informou o seu atual treinador (Marco Silva) que iniciou o seu processo de despedimento por justa causa.
COMUNICADO DO SCP: "Nos termos e para efeitos do cumprimento da obrigação de informação que decorre do disposto no artigo 248º, nº1 al. a) do Código dos Valores Mobiliários, o Conselho de Administração da Sporting Clube de Portugal – Futebol, SAD, vem comunicar que, não tendo sido possível chegar a acordo, o Treinador Marco Silva foi hoje informado do seu processo de despedimento por justa causa."

Na sequência das noticias que dão conta das negociações entre o Bruno de Carvalho e o Jorge Jesus, o Benfica comunicou hoje a CMVM que deu como encerradas as negociações para a renovação do contrato do treinador que expirará em 30/06/2015.

COMUNICADO DO SLB: "A Sport Lisboa e Benfica – Futebol, SAD, em cumprimento do disposto no artigo 248º do Código dos Valores Mobiliários, informa que em função das notícias veiculadas ontem e hoje relativamente a um possível compromisso com outra SAD do nosso actual Treinador da equipa principal de futebol, foram encerradas quaisquer negociações relativas a uma eventual renovação do contrato que termina em 30/Jun/2015. Em consequência, iniciaram-se conversações preliminares relativas a potenciais candidatos a Treinador da equipa principal de futebol."

Ponto da situação conhecida hoje: Jorge Jesus não aceitou renovar com o Bicampeão nacional e vai tentar ser campeão pelo Sporting na época 2015/16.

Caso seja verdadeira a mudança de Jorge Jesus para o Sporting, será uma grande aposta do Bruno de Carvalho que envolve também um grande risco quer para o Jorge Jesus, quer para o Benfica de Luis Filipe Viera.

  • Riscos para Bruno de Carvalho!

Historicamente, o Sporting nos últimos anos tem gerado um nível de receitas muito inferior ao do Benfica, por isso também tem construido planteis mais modestos, ou seja tem competido com orçamentos inferiores ao do Benfica ou F.C. Porto. Como vai conseguir Bruno de Carvalho cumprir com obrigações financeiras assumidas nesta contratação?
6 M€ gastos só com o treinador, quando no final do 3º trimestre desta época 2014/15 o clube teve no total desses 9 meses, 18 M€ de gastos com o pessoal, ou seja 1/4 do custo anual com o pessoal ficará alocado ao serviço tecnico prestado pelo Jorge Jesus, esta situação poderá provocar desconforto nos atletas. Outro ponto potencialmente perigoso para a gestão do clube é o facto desta situação vir aumentar significativamente os custos num ano em que o Sporting ainda não garantiu o apuramento para a fase de grupos da liga dos campeões. Em caso de insucesso na pré-eliminatória da LC, como o Bruno de Carvalho resolverá os constrangimentos na tesouraria do clube?
O caminho seguido pelo Bruno de Carvalho poderá ser interpretado pelo Benfica como uma declaração de guerra que requer retaliação, o que criará dificuldades acrescidas ao Sporting para controlar os custos dos salários dos seus atletas e continuar a poder competir pelos titulos com custos com pessoal anuais inferiores a 30 M€. A gestão equilibrada e sustentada aconselha a adequar os custos em função do nível de receitas operacionais que o clube gera sistematicamente cada época.

  • Riscos para Jorge Jesus!

Em 2015, Jorge Jesus, vai encontrar um Sporting que já não é campeão à 13 épocas, são demasiados anos sem os atletas sentirem/viverem a mistica de campeão, o que poderá influenciar no desempenho desportivo, mesmo que o Jorge Jesus consiga passar os seus inegáveis conhecimentos tecnicos/táticos aos seus novos atletas.
Será que o Sporting terá meios para atrair grandes jogadores, capazes de interpretar aquele futebol ofensivo tão caracteristico das equipas por si comandadas. Não estaria o Benfica mais apetrechado para garantir essa materia prima para o Jorge Jesus obter sucesso desportivo? Mantendo-se no Benfica os riscos desportivos que o Jorge Jesus corria seriam claramente inferiores.
Jorge Jesus pode sempre alegar que em 2009 quando entrou no Benfica, este clube também vinha de alguns anos sem conquistar o titulo. Só que neste caso estavamos a falar de 4 anos e não 13, aliás no plantel do Benfica de 2009/10 ainda se encontravam jogadores que tinha sido campeões em 2004/05.


  • Riscos para o Benfica liderado pelo Luis Filipe Vieira!

Antes da entrada de Jorge Jesus no Benfica a liderança do presidente era objecto de alguma contestação, uma vez que simplesmente tinha conquistado 4 titulos/troféus (1 campeonato, 1 taça de Portugal, 1 taça da Liga e 1 Supertaça) em 6 épocas.
Com Jorge Jesus como treinador em 6 épocas, o Benfica conquistou 10 titulos/troféus e ainda alcançou 2 finais europeias. Encontrar algum outro treinador que seja capaz de continuar o processo de crescimento desportivo do Benfica, esse foi o lema do Luis Filipe Vieira para o atual mandato e é algo que o Presidente deve ter em mente no processo de escolha do sucessor do Jorge Jesus.

Aguardemos que nas próximas horas Jorge Jesus esclareça os motivos pelo qual escolheu aquele que parece ser o caminho mais dificil para o sucesso, que foi o de trocar o Bicampeão nacional pelo 3º classificado, clube este que ainda por cima está a ser monitorizado pela UEFA como forma de prevenção do risco de incumprimento do FAIR-PLAY FINANCEIRO.

1 comentário:

Anónimo disse...

O fairplay financeiro é uma treta. Porquê? Ao que se sabe o scp contratou o jj com dinheiros vindos de africa com ligaçoes a individuos que tiveram participaçao no bes angola ( sim o tal que ajudou ao colapso do bes). Mas se portugal é um país com muita corrupçao entao em angola nem se fala e no final não se passa nada. Ora pra contornar o fairplay financeiro e aplicar uma fortuna em jj e na contrataçao de novos jogadores, basta fazer uma coisa muito simples, esse dinheiro chega ao scp via contrato publicitário com uma qualquer empresa angola. Assim ja justificam esse dinheiro , não com vindo do nada, mas sim como receita
É o que fazem os clubes por essa europa fora que foram comprados por milionarios do petroleo ou do gas
O problema é que quem mete o dinheiro quer mandar e se meter muito quer mandar em tudo. Portanto ou ganham titulos já ou entram em risco quase fatal. Mas isso é problema deles