quarta-feira, 12 de março de 2014

PEDRO PROENÇA - O SUBSTITUTO DO BENQUERENÇA

Substituição antes de começar o jogo!

Ainda há quem não queira acordar para a realidade, mas acredite o clássico já está a ser disputado.

Olegário Benquerença é um arbitro com o qual o F.C. Porto ganhou 100% dos pontos em disputa nos últimos 6 campeonatos. Neste momento é um exemplar único, ou seja o Olegário Benquerença é o único arbitro dos 9 internacionais com o qual um clube grande conseguiu conquistar 100% de vitorias nos jogos da Liga Zon Sagres (F.C. Porto).

Em 6 épocas obter 100% de vitórias com um arbitro internacional é realmente algo bastante difícil de conseguir, uma vez que os árbitros internacionais dirigem os principais jogos do campeonato.

Perante o facto de se ver obrigado a disputar mais um clássico dirigido por um arbitro com o qual o F.C. Porto ganhou todos os jogos do campeonato nas últimas 6 épocas, o presidente Bruno Carvalho convocou a imprensa para dizer BASTA! Já na 8ª jornada desta época 2013/14 para o Porto-Sporting foi nomeado o outro arbitro internacional com o qual o F.C. Porto tinha à data 100% de vitorias nos 6 jogos dirigidos. Nesse jogo Artur Soares Dias, assinalou o penalti favorável ao F.C. Porto que lhe permitiu inaugurar o marcador e vencer o seu 7º jogo dirigido por esse arbitro, finalmente no seu 8º jogo o F.C. Porto perdeu os seus primeiros pontos com Artur Soares Dias no Benfica 2 - F.C. Porto 0.

                           Comparação entre o nomeado Olegário Benquerença e o substituto Pedro Proença
                                                  F.C. Porto
                                                        Jogos disputados           6                  Jogos                       14
% pontos conquistados sem influência arbitral direta       89%                                               52%
Pontos acrescent./perdidos c/influência arbitral direta        2                   pontos                       9
% pontos acrescentados com influência arbitral direta       11%                                              22%
% aproveitamento oficial de pontos do F.C. Porto           100%                                              74%
Total de penaltis e expulsões a favor do F.C. Porto                                                               13
Total de penaltis e expulsões contra o F.C. Porto                -1                                                  -1

A % aproveitamento do F.C. Porto foi superior  em          33%                                               31%
                                                 
                                                      Sporting
                                                       Jogos disputados             9                   Jogos                        14
% pontos conquistados sem influência arbitral direta         67%                                               45%
Pontos acrescent./perdidos c/influência arbitral direta          0                    pontos                     -1
% pontos acrescentados com influência arbitral direta         0%                                                -2%
% aproveitamento oficial de pontos do Sporting                 67%                                               43%
Total de penaltis e expulsões a favor do Sporting                   1                                                    6
Total de penaltis e expulsões contra o Sporting                     -2                                                   -4


Nestas 6 épocas o F.C. Porto conquistou 421 pontos em 172 jogos, ou seja em média conquistou 82% dos pontos em disputa com todos os árbitros enquanto que o Sporting conquistou 311 pontos, ou seja em média conquistou 60% dos pontos em disputa com todos os árbitros.

Mesmo sem os pontos acrescentados com influência arbitral direta (pontos acrescentados diretamente com um último golo de penalti ou após uma expulsão) o F.C. Porto conquistaria 75% dos pontos e o Sporting 56% dos pontos em disputa.

Assim, o rendimento médio oficial do F.C. Porto nas últimas 6 épocas foi superior ao do Sporting em 22% e mesmo que não houvesse nenhum ponto acrescentado diretamente com um último golo de penalti ou após expulsão seria superior ao do Sporting em 19%. Apesar de serem estas as diferenças médias com todos os árbitros, a escolha inicial recaiu num arbitro em que a diferença entre as duas equipas foi de 33%, posteriormente foi nomeado um substituto cujo tipo de arbitragem diferencia o rendimento médio destes dois clubes em 31%. O Conselho de Arbitragem deixa claro o que pretende com esta nomeação. Para que conste 22% de diferença em 30 jogos correspondem a 20 pontos e a diferença de 31% correspondem a 28 pontos de diferença no final do campeonato, ou seja o que pretendem nomear é um arbitro que consiga diminuir em 8 pontos o rendimento médio do Sporting numa época. Por coincidência foi escolhido o Pedro Proença, o arbitro que teve a infelicidade de ter tomado mais decisões arbitrais com influência direta nos pontos acrescentados pelo F.C. Porto nestes 6 anos analisados no Blog. Diretamente com o último golo de penalti ou após expulsão o F.C. Porto acrescentou 9 pontos nos jogos dirigidos pelo Pedro Proença. Realce também para uns incríveis 13 decisões arbitrais favoráveis em 14 jogos (6 penaltis e 7 expulsões).

Se a diferença média em 172 jogos entre o F.C. Porto e o Sporting é de 22%, como se justifica que os 2 árbitros selecionados apresentem ambas uma diferença maior que 22% entre os 2 clubes?
Pouca sorte do Sporting nesta dupla nomeação!

Dos 16 árbitros analisados neste blog, apenas com o Bruno Paixão, o Sporting obteve uma % de aproveitamento de pontos superior ao do F.C. Porto nestas últimas 6 épocas.
Havia outros árbitros capazes de garantir uma maior equidistância entre estes dois clubes, tais como o Rui Silva, o Jorge Sousa, o Rui Costa, o Bruno Esteves e o Cosme Machado.

Sem comentários: