domingo, 17 de fevereiro de 2019

Coitado do Vitória de Setúbal! Foi tão roubado nos 2 jogos, por quem manda na Liga.

Nesta 22ª jornada, mais uma vez numa falta clara cometida na área, neste caso com a agravante de ter sido num lance em que o Herrera cometeu a infracção sem ser na disputa da bola, ou seja em que tem de lhe ser exibido o vermelho direto, o arbitro não assinalou a falta para não ter de o expulsar. O VAR mais uma vez, em vez de fazer cumprir o protocolo, voltou a demonstrar o PortoAoColo do VAR em vigor na época 2018/19. Herrera derruba, empurrando pelas costa o jogador do Setúbal e é incompreensível como alguém sentado confortavelmente em frente a uma câmara de TV, não vê que Herrera se limitou a derrubar o seu adversário impedindo-o de fazer golo neste lance na 1ª parte.


O VAR analisou este lance, viu claramente que estes 2 jogadores acabam caindo ambos ao chão (logo não podem estar os 2 a fazer teatro). Como o arbitro/VAR não percebe que um dos jogadores carregou sobre as costas do outro fazendo-o cair, (logo lance para vermelho direto em que o VAR é obrigado a intervir, pois foi uma infracção cometida sem ser numa tentativa de jogar a bola).

Já na 2ª parte, aos 53 minutos com 1-0 no marcador, a arbitragem decidiu finalmente como seriam repartidos os pontos neste jogo, ao transformar este lance em expulsão do jogador do Setúbal.

Esta temporada tem sido sucessivos os erros arbitrais em beneficio sempre do mesmo.
Alguém faz ideia em quantos penaltis por assinalar estamos a falar até ao momento, se já ficaram por assinalar 5 ou 10 infracções na área do F. C. Porto nas 22 jornadas desta temporada?

Só para termos ideia de como tem sido tão tendenciosos os critérios arbitrais nesta temporada 2018/19, basta vermos a sucessão de erros flagrantes com influência no resultado final nos 2 confrontos diretos entre o F. C. Porto e o Setúbal. Pois, a verdade é que além destes 2 lances na área do F. C .Porto na atual 22ª jornada, na 1ª volta já havíamos presenciado ao golo do empate do Setúbal invalidado pelo VAR e aos aos seguintes erros arbitrais no Setubal 0 - F. C. Porto 2 da 5ª jornada.



Quantos lances de expulsão foram perdoados só nos 2 jogos entre o F. C. Porto e o Setúbal?
Como é possível explicar a um adepto do Vitória de Setúbal, estes sucessivos erros sempre para o mesmo lado. Errar tantas vezes para o mesmo lado, não é normal ainda para mais quando existe a possibilidade de o VAR corrigir esses erros, mas não há coragem para defender a verdade desportiva.

Como os adeptos de futebol em Portugal, podem acreditar no produto que a Liga Portuguesa quer vender (campeonato nacional)?
Não há memória de tantos jogos seguidos em que acontecem erros arbitrais em lances capitais, em que o VAR não intervêm em defesa da verdade desportiva com tem acontecido esta temporada.

2 comentários:

...... disse...

E bem feita são uns machos so contra o Benfica agora viram gay até os dois batoteiros azuis ficaram na bancada a rir do roubo à quem lhe pagam

Sarilhos Grandes disse...

Falar no Vitória de Setúbal quando joga contra o fcp...é chover no molhado.Quando é que já se ouviu alguma Direção deste clube falido, queixar-se quando é ROUBADA nos jogos contra o fcp ? E não têm sido poucos, os jogos em que houve erros(?) de arbitragem...quando não é o próprio Clube a deixar no banco jogadores de maior valia do que os que põe em jogo, facilitando assim a tarefa do adversário. São amigos e nos amigos não se toca. Fico sempre irritado quando vejo o Benfica emprestar atletas seus, a este clube, cujos sócios são reles e anti-Benfiquistas até dizer chega.