sábado, 18 de junho de 2016

Continuam a faltar campeões a nossa selecção

Portugal 0 - Austria 0
Nova desilusão da nossa selecção. É dificil ganhar com quem não esta habituado a ganhar.

No onze inicial português do 1º jogo deste Europeu não havia nenhum jogador que tivesse sido campeão esta temporada. Nenhum! É preciso ter pontaria. Já com o decorrer do jogo entraram 2 campeões, o campeão português, Renato Sanches (venceu  5º melhor campeonato do Ranking UEFA) e o Quaresma (campeão na Turquia pelo Besiktas). Em conjunto totalizaram 33 minutos em campo, ou seja, em 990 minutos possiveis (11*90 minutos) nesse jogo, Fernando Santos achou que o melhor seria apenas contar durante 33 minutos com o contributo de um campeão 2015/16. Só 33 minutos! Incrível!

Neste 2º jogo, no onze incial já entrou o Ricardo Quaresma, que esta época venceu a Liga Turca (11º melhor campeonato do Ranking UEFA) e jogou 71 minutos. Quaresma foi o único campeão em 2015/16 utilizado neste 2º jogo. Portugal tem o 5º melhor campeonato do Ranking UEFA, logo é uma Liga melhor que a Liga Turca, mas mesmo assim, não foi utilizado nenhum campeão português. Há portugueses a jogar no campeão Português!
Porquê, Portugal não consegue ter jogadores com sucesso desportivo no seu onze?
Portugal tem o 6º, 16º e 40º melhor clube do ranking UEFA, mas neste jogo não utilizou nenhum jogador do nosso campeonato que pertencem às 2 melhores equipas portuguesas nas competicões europeias nas últimas 5 épocas. Não faz sentido ter clubes tão bem classificados e não aproveitar os portugueses que jogam nesses clubes de topo europeu.
Nas 8 melhores equipas europeias desta temporada (aquelas que disputaram os 1/4 finais da Champions), existiam 6 internacionais A potencionalmente convocáveis do Benfica (André Almeida, Eliseu, Renato Sanches, Pizzi, Gonçalo Guedes e Nelson Semedo), 2 do Real Madrid (Pepe e Ronaldo), 1 do Wolfsburg (Vieirinha) e 1 do Atlético de Madrid (Tiago), mas desses 10 possíveis seleccionados, Fernando Santos decidiu convocar apenas 5 dos atletas que atingiram os 1/4 finais da Champions, abdicou do Tiago e de 4 jogadores do Benfica.

Fez mal, acreditamos que o sucesso desportivo recente influencia o rendimento presente dos atletas.
Só a titulo de exemplo, podemos verificar o caso do Quaresma que sendo campeão esta época, mesmo estando mais velho um ano, todos reconhecem que actualmente vive um melhor momento desportivo do que no final da época passada em que jogou no 2º classificado da Liga Portuguesa 2014/15. E atenção na época passada estava numa liga melhor (o campeonato português é o 5º melhor campeonato do Ranking UEFA), pertencia ao elenco do F. C. Porto (16º clube do Ranking UEFA) e melhorou o rendimento mesmo tendo mudado para um clube de inferior valia na actual época (o Besiktas é o 62º melhor clube do Ranking UEFA) e disputando um campeonato inferior (o campeonato Turco é o 11º melhor campeonato do Ranking UEFA). Mas como teve sucesso desportivo na actual época, esta a viver um bom momento e pode acrescentar mais do que no passado à nossa selecção. É essa aura de sucesso que os vencedores carregam, que o Fernando Santos acabou por não aproveitar na nossa selecção, pois apesar do Campeão português ter contado com o contributo no seu 11 base de 4 jogadores porugueses (André Almeida, Eliseu, Renato Sanches e Pizzi), todos eles jogadores internacionais A portugueses, além de contar também com outros 2 jovens internacionais A portugueses como são, o Gonçalo Guedes (participou em 31 jogos pelo Benfica esta época) e o Nelson Semedo (participou em apenas 18 jogos do Benfica esta época, nuito por culpa de uma lesão sofrida na selecção que o deixou 4 meses de fora). Neste elenco português escolhido pelo Fernando Santos, falta habitos de vitórias. E não podemos nos queixar que não existem jogadores portugueses em plena forma fisica e com um histórico recente de sucesso desportivo. Infelizmente desperdiçamos ingloriamente essa mais-valia, por o Fernando Santos não ter dado a devida atenção ao merito desportivo dos atletas.

Infelizmente Fernando Santos não valorizou o mérito desportivo, infelizmente não percebeu que o sucesso desportivo aumenta a confiança dos jogadores e consequentemente o seu rendimento desportivo. Infelizmente não percebeu que jogar nas melhores equipas é um atestado de qualidade.

Assim esta actualmente o Ranking de paises da UEFA:
1º - Espanha - O seleccionador Espanhol nos 2 jogos deste Europeu utilizou os 4 jogadores espanhóis que fazem parte do onze base do campeão Barcelona (Jordi Alba, Piqué, Busquets e Iniesta), utilizou nos 2 jogos o campeão italiano (Morata) e ainda utilizou o campeão Alemão (Thiago Alcantara)
Nestes 2 jogos a Espanha contou em 882 minutos com campeões 2015/16 no seu onze. A Espanha utilizou 6 campeões e já esta apurada com 2 vitórias. Os campeões ajudam a obter bons resultados! Que novidade!
2º - Alemanha - Mesmo tendo o Mario Gotze participado apenas em 21 jogos do Bayern esta temporada, o seleccionador alemão nos 2 jogos deste Europeu utilizou os 4 jogadores alemães que fazem parte do campeão Bayern (Manuel Neuer, Boateng, Mario Gotze e Muller), utilizou nos 2 jogos o campeão italiano (Khedira) e ainda utilizou o campeão turco (Mario Gomez). Nestes 2 jogos a Alemanha contou em 894 minutos com campeões 2015/16 no seu onze. A Alemanha utilizou 6 campeões e já esta praticamente apurada com 1 vitória e 1 empate. Os campeões ajudam a obter bons resultados! Que novidade!
3º - Inglaterra - O seleccionador inglês neste Europeu utilizou apenas 1 jogador do Leicester, surpeendente campeão inglês (Jamie Vardy), Nestes 45 minutos que ele jogou, ajudou a sua selecção marcando 1 golo, que permitiu a única vitoria da Inglaterra (2-1). Em boa hora entrou em campo deve estar a dizer o seu selecionador, pois a sua equipa estava a perder quando ele entrou em campo. Os campeões ajudam a obter bons resultados! Que novidade! A Inglaterra já esta praticamente apurada com 1 vitória e 1 empate. A Inglaterra contou em 45 minutos com campeões 2015/16 no seu onze.
4º - Italia - Mesmo tendo o Simone Zaza  participado em 24 jogos do Juventus esta temporada, o seleccionador de Italia neste Europeu utilizou os 5 jogadores italianos que fazem parte do campeão Juventus (Buffon, Chiellini, Barzagli, Bonucci e o Simone Zaza) e utilizou nos 2 jogos o campeão françês (Thiago Motta). Nestes 2 jogos a Italia contou em 778 minutos com campeões 2015/16 no seu onze. A Italia utilizou 6 campeões e já esta apurada com 2 vitórias. Os campeões ajudam a obter bons resultados! Que novidade!
5º - Portugal - O seleccionador de Portugal neste Europeu apenas por uma vez utilizou 1 jogador campeão Poruguês 2015/16 (Renato Sanches durante 19 minutos) e utilizou nos 2 jogos o campeão turco (Ricardo Quaresma), no total de 85 minutos em campo. Nestes 2 jogos, Portugal contou em 104 minutos com campeões 2015/16 no seu onze. Sem fazer uso de jogadores com sucesso desportivo não admira as deficuldades da selecção em vencer os jogos contra a Autria (16º do Ranking UEFA) e Islândia (35º do Ranking UEFA). Agora é obrigatório vencer a Hungria (33º do Ranking UEFA). 
6º - França - o seleccionador da França nos 2 jogos deste Europeu utilizou o único françês do onze base do campeão PSG (Matuidi), utilizou nos 2 jogos os campeões italianos (Evra e Pogba), utilizou nos 2 jogos o campeão inglês (N'Golo Kanté) e utilizou nos 2 jogos o campeão alemão (Kingsley Coman). Nestes 2 jogos a França contou em 753 minutos com campeões 2015/16 no seu onze. A França utilizou 5 campeões e já esta apurada com 2 vitórias. Os campeões ajudam a obter bons resultados! Que novidade!

Ainda só se disputaram 2 jornadas mas já podemos constatar quais são as equipas melhor apetrechadas para obter sucesso desportivo neste europeu.
Quais são as equipas favoritas a chegar as 1/2 finais deste europeu? 
Se verificarmos pelos primeiros classificados do Ranking de paises da UEFA, verificamos que os favoritos são a Espanha, a Alemanha, a França e a Italia, pois são claramente estes os paises em que os seleccionadores convocaram e mais utilizam os jogadores campeões ao seu dispor.
Um vencedor esta sempre mais preparado para atingir o sucesso.

Sem comentários: