terça-feira, 20 de outubro de 2015

CARLOS XISTRA FOI NOMEADO PARA O BENFICA-SPORTING

Temos neste blog o registo histórico das % de pontos conquistados por cada um dos clubes candidatos ao titulo com cada arbitro, do quadro actual de árbitros da nossa liga profissional.
Os meus amigos já devem saber que nos últimos 8 campeonatos em média com todos os árbitros, o Benfica conquistou 78% dos pontos disputados e o Sporting 64% dos pontos disputados.
Este é pois, o rendimento médio dos clubes independentemente do arbitro em questão e como é evidente existem árbitros que potenciam e outros que prejudicam esse rendimento esperado do clube. Quando existe uma grande variação no rendimento normal do clube com um arbitro, neste blog defende-se que esse elemento não reune condições para arbitrar jogos importantes desse clube, pois estatisticamente está provado que influencia significativamente o rendimento desse clube.

Assim, aplicando esse critério, claramente o Jorge Sousa não reune condições para arbitrar jogos importantes do Benfica e o João Capela não reune condições para arbitrar jogos importantes do Sporting. Existem outros arbitros identificados com a cor vermelha ou verde no quadro, por terem deixado transparecer uma enorme diferença no rendimento dos dois clubes nos últimos 8 campeonatos que por esse facto também não reunem condições para dirigir este derby.

Nas circunstâncias actuais em que os arbitros que dirigiram as 4 últimas jornadas destes clubes são considerados inelegíveis para este Benfica-Sporting, das possíveis escolhas temos de excluir, assim os seguintes árbitros:
  • Rui Costa
  • Artur Soares Dias
  • Fabio Veríssimo
  • Hugo Miguel
  • Bruno Paixão
  • João Capela
  • Jorge Sousa

Daqui se infere que verdadeiramente do lote de arbitros passíveis de serem nomeados pelo Vitor Pereira, no caso deste pretender manter uma certa equidade entre as 2 equipas e cumprir as restrições regulamentares apenas sobram 4 hipoteses:
  • Cosme Machado, c/18 jogos destas 2 equipas já realizados e a diferença entre elas foi de 24%.
  • Hugo Pacheco, c/6 jogos destas 2 equipas já realizados e a diferença entre elas foi de 22%.
  • Duarte Gomes, c/21 jogos destas 2 equipas já realizados e a diferença entre elas foi de 15%.
  • Carlos Xistra, com 24 jogos destas 2 equipas já realizados e a diferença entre elas foi de 11%.



Se excluirmos o Hugo Pacheco por ter pouca experiência em jogos envolvendo os grandes e o Cosme Machado por já ter sido nomeado para o União Madeira-Benfica da jornada anterior apesar deste jogo ter sido adiado por falta de condições climatéricas, sobravam verdadeiramente 2 soluções, o Duarte Gomes ou o Carlos Xistra. O escolhido foi o Carlos Xistra, arbitro com o qual as 2 equipas obtiveram um rendimento inferior a média geral do clube com os outros árbitros nos últimos 8 campeoantos.


De seguida publicamos o quadro comparativo da % de aproveitamento de pontos do Benfica e do Sporting com cada arbitro, ordenado pela maior diferença de rendimento favorável ao mais desfavorável para o Benfica.


Como se pode verificar neste quadro, nos últimos 8 campeonatos tendo o Benfica conquistado em média com todos os árbitros mais 14% dos pontos disputados que o Sporting, sinalizamos pintando a vermelho todos os árbitros que permitem que a diferença entre os 2 clubes seja superior a 24% favorável ao Benfica e pintamos a verde todos os árbitros que permitiram ao Sponting conquistar oficialmente mais de 24% dos pontos disputados que o Benfica, no mesmo período analisado. Assim com base em dados estatisticos, apenas reunem as condições minimas de equidade entre as 2 equipas, os arbitros com a cor branca que se encontram no quadro em cima.



CURIOSIDADES SOBRE CARLOS XISTRA:

  1. Nos jogos arbitrados pelo Carlos Xistra, o Benfica conquista menos 9% dos pontos disputados e o Sporting conquista menos 6% dos pontos disputados do que a média geral do clube. Apesar da irmã ter afirmado publicamente que o Carlos Xistra é daqueles sportinguistas que até chora quando o Sporting perde os troféus, conseguirá Carlos Xistra ser imparcial neste derby? Todos esperam um derby muito complicado de dirigir. A realidade dos números demonstram que o F. C. Porto foi o candidato ao titulo que mais melhorou o seu rendimento desportivo nos jogos arbitrados pelo Carlos Xistra comparativamente com o rendimento médio do clube com todos os arbitros, também foi o único clube que não sofreu nenhum penalti desfavorável nos jogos arbitrados pelo Carlos Xistra.
  2. No acumulado de 8 campeonatos, Carlos Xistra assinalou 23 decisões arbitrais favoráveis (12 penaltis e 11 expulsões) aos 4 candidatos, destes o Sporting beneficiou de 6 decisões arbitrais favoráveis (4 penaltis e 2 expulsões) e o Benfica beneficiou de 3 decisões arbitrais favoráveis (1 penalti e 2 expulsões). Entre os 4 candidatos ao titulo nas últimas 8 épocas, o Benfica foi o clube que beneficiou de menos decisões arbitrais favoráveis c/Carlos Xistra.
  3. No acumulado de 8 campeonatos, Carlos Xistra assinalou 14 decisões arbitrais desfavoráveis (6 penaltis e 8 expulsões) aos 4 candidatos, destes o Sporting foi castigado com 2 decisões desfavoráveis (1 penalti e 1 expulsão) e o Benfica foi castigado com 5 decisões desfavoráveis (2 penaltis e 3 expulsões). Com o arbitro Carlos Xistra, o Sporting foi o clube que sofreu menos decisões arbitrais desfavoráveis entre os 4 candidatos ao titulo e o Benfica foi o clube mais vezes penalizado com decisões arbitrais desfavoráveis por este arbitro.
  4. Como se compreende, os clubes grandes no acumulado de 8 épocas, com cada um dos árbitros acabam sistematicamente, obtendo no fim um saldo favorável de decisões arbitrais. Com o Carlos Xistra, o Sporting obteve um saldo favorável de 4 decisões arbitrais favoráveis (3 penaltis e 1 expulsões) mas incompreensivelmente o Benfica teve um saldo de 2 decisões arbitrais desfavoráveis (1 penalti e 1 expulsão). Para percebermos a anormalidade que é um candidato ao titulo ter um saldo tão negativo de decisões arbitrais relevantes (penaltis e expulsões), podemos afirmar que de todos os arbitros em actividade com mais de 10 jogos do clube arbitrados, não existe nenhum outro arbitro com o qual, o Benfica tenha um saldo negativo de decisões arbitrais, tal como nas mesmas circunstâncias não existe nenhum arbitro com o qual o F. C. Porto tenha um saldo negativo de decisões arbitrais e o Sporting apenas tem um saldo negativo de decisões arbitrais com o Duarte Gomes. 
  5. Aqui no blog já demonstramos que o rendimento médio dos clubes tende a aumentar nos jogos em que existem mais decisões arbitrais favoráveis que desfavoráveis. Nas últimas 8 épocas, o Carlos Xistra em 3 jogos do F. C. Porto tomou mais decisões arbitrais desfavoráveis que favoráveis ao F. C. Porto e em 4 jogos do Benfica tomou mais decisões arbitrais desfavoráveis que favoráveis ao Benfica. Incrivelmente nos 13 jogos que Carlos Xistra dirigiu do Sporting em nenhum deles tomou mais decisões arbitrais desfavoráveis ao Sporting que favoráveis. Objetivamente o Sporting nos jogos arbitrados pelo Carlos Xistra nunca teve que enfrentar um adversário que tenha beneficiado de mais decisões arbitrais relevantes (penaltis ou expulsões) que o Sporting.
Em consequência dos diversos dados estatísticos referidos neste texto, Carlos Xistra nos últimos anos tem sido um arbitro bastante contestado pelos adeptos benfiquistas. Veremos se no próximo Domingo, Carlos Xistra conseguirá fazer um jogo sem que seja notada significativa influência arbitral no desfecho pontual deste importante derby.
Arbitrar é conseguir ser um elemento equidistante e não parcial.


Sem comentários: