domingo, 19 de abril de 2015

ARBITRO PARA O BENFICA-PORTO

O Conselho de Arbitragem esta semana terá a dificil tarefa de nomear o arbitro que vai dirigir a partida mais importante na época 2014/15 para a atribuição do titulo de campeão de Portugal.

Com base nos dados históricos das últimas 7 épocas que neste blog utilizamos para determinar os rendimentos estatísticos médios de cada uma das equipas com cada um dos arbitros, podemos agregando esses numeros num quadro que inclui os arbitros melhores classificados na época passada, ordenando-os desde os mais favoráveis ao sucesso desportivo do Benfica para os mais favoráveis ao sucesso desportivo do F.C. Porto. O Benfica no acumulado das últimas 7 épocas, conquistou oficialmente 492 pontos (477 destes pontos foram conquistados sem o efeito direto de um último golo de penalti ou de pontos acrescentados após uma expulsão, tendo acrescentado mais 15 pontos com influência arbitral direta).  O F.C. Porto no acumulado das últimas 7 épocas conquistou oficialmente 507 pontos (472 destes pontos foram conquistados sem o efeito direto de um último golo de penalti ou de pontos acrescentados após uma expulsão, tendo acrescentado mais 35 pontos com influência arbitral direta). 

O regulamento de arbitragem prevê que: "Os árbitros e os arbitros auxiliares só podem dirigir jogos da mesma equipa decorridas 3 jornadas ou 21 dias, não podendo no entanto ser designados em cada época para mais de 4 jogos do mesmo clube na condição de visitado e de 4 na condição de visitante". Asim, por imperativos legais os árbitros que dirigiram jogos do Benfica ou do F.C. Porto nas 3 últimas jornadas não podem ser nomeados para o classico da 30ª jornada da atual época. Os arbitros impossibilitados em termos regulamentares são o:
  • Duarte Gomes, com o qual nas últimas 7 épocas o F.C. Porto obteve melhor rendimento.
  • Rui Costa, com o qual nas últimas 7 épocas o F.C. Porto obteve melhor rendimento.
  • Luis Ferreira, com o qual nas últimas 7 épocas o Benfica obteve melhor rendimento.
  • Carlos Xistra, com o qual nas últimas 7 épocas o F.C. Porto obteve melhor rendimento.
  • Vasco Santos, com o qual nas últimas 7 épocas, as duas equipas obtiveram o mesmo rendimento.
  • Bruno Esteves, com o qual nas últimas 7 épocas o Benfica obteve melhor rendimento.
Além destes 6 existem outros arbitros que não reunem as condições necessárias para o CLASSICO.

Ponto prévio: Se és um frequentador assíduo da "INFLUÊNCIA ARBITRAL" já deve saber que neste blog sempre defendemos que qualquer arbitro, com o qual no agregado de 7 épocas exista uma diferença superior a 20% entre o rendimento percentual médio do Benfica e do F.C. Porto nunca deverá ser nomeado para jogos entre estas duas equipas. Este é um princípio de equidade que todas as equipas devem ter direito, até por questões emocionais, quer da equipa, quer dos próprios adeptos, uma vez que as equipas não devem entrar no jogo com uma grande diferença em termos de aceitação do arbitro nomeado.

Assim, se o Conselho de Arbitragem também tiver a preocupação de preservar as condições de equidade arbitral com que as equipas competem, não deveriam considerar como elegíveis para esta partida os árbitros com os quais o rendimento médio do Benfica foi superior ao do F.C. Porto em mais de 20% nestas últimas 7 épocas, cujos nomes são:
  • Jorge Ferreira (O Benfica conquistou mais 33% dos pontos disputados que o F.C. Porto)
  • Manuel Oliveira (O Benfica conquistou mais 33% dos pontos disputados que o F.C. Porto)
  • Bruno Paixão (O Benfica conquistou mais 29% dos pontos disputados que o F.C. Porto)
  • João Capela (O Benfica conquistou mais 27% dos pontos disputados que o F.C. Porto)
Do mesmo modo também não deveriam ser elegíveis para esta partida os arbitros com os quais o rendimento médio do F.C. Porto foi superior ao do Benfica em mais de 20% nestas últimas 7 épocas, cujos nomes são:
  • Jorge Sousa (O F.C. Porto conquistou mais 23% dos pontos disputados que o Benfica)
  • Pedro Proença (O F.C. Porto conquistou mais 27% dos pontos disputados que o Benfica)
  • Olegário Benquerença (O F.C. Porto conquistou mais 64% dos pontos disputados que o Benfica)
  • Jorge Tavares (O F.C. Porto conquistou mais 67% dos pontos disputados que o Benfica)
Chegados a este ponto, em que já excluímos os 14 arbitros acima referenciados restam 8 de entre os arbitros melhores classificados na última época.

Como podem comprovar no quadro que se segue que contêm os números agregados das últimas 7 épocas referentes a cada um dos principais arbitros da nossa liga profissional (O SALDO TOTAL DE DECISÕES ARBITRAIS, O Nº TOTAL DE JOGOS DIRIGIDOS, O TOTAL DE PONTOS CONQUISTADOS PELA EQUIPA NESSES JOGOS, A % DE PONTOS CONQUISTADOS PELA EQUIPA COM ESSE ARBITRO E A DIFERENÇA NO RENDIMENTO MÉDIO COM ESSE ARBITRO ENTRE O BENFICA E O F.C. PORTO). 



Dos 8 potenciais candidatos com hipoteses de serem premiados com a nomeação para este Benfica-Porto, existes 5 com os quais o Benfica nas últimas 7 épocas obteve um rendimento ligeiramente superior ao do F.C. Porto, que foram os casos do:
  • Nuno Almeida (nas últimas 7 épocas o Benfica conquistou mais 17% dos pontos em disputa que o F.C. Porto com este arbitro, nas últimas 7 épocas dirigiu 2 jogos do Benfica e 6 jogos do F.C. Porto) 
  • Cosme Machado (nas últimas 7 épocas o Benfica conquistou mais 15% dos pontos em disputa que o F.C. Porto com este arbitro, nas últimas 7 épocas dirigiu 8 jogos do Benfica e 11 jogos do F.C. Porto) 
  • Hugo Pacheco (nas últimas 7 épocas o Benfica conquistou mais 13% dos pontos em disputa que o F.C. Porto com este arbitro, nas últimas 7 épocas dirigiu 9 jogos do Benfica e 5 jogos do F.C. Porto) 
  • Manuel Mota (nas últimas 7 épocas o Benfica conquistou mais 11% dos pontos em disputa que o F.C. Porto com este arbitro, nas últimas 7 épocas dirigiu 6 jogos do Benfica e 6 jogos do F.C. Porto) 
  • Paulo Baptista (nas últimas 7 épocas o Benfica conquistou mais 3% dos pontos em disputa que o F.C. Porto com este arbitro, nas últimas 7 épocas dirigiu 10 jogos do Benfica e 14 jogos do F.C. Porto) 
Dos 8 potenciais candidatos existes 3 com os quais o  F.C. Porto nas últimas 7 épocas obteve um rendimento ligeiramente superior ao do Benfica, que foram os casos do:

  • Artur Soares Dias (o F.C. Porto conquistou mais 8% dos pontos em disputa que o Benfica com este arbitro, nas últimas 7 épocas dirigiu 13 jogos do Benfica e 11 jogos do F.C. Porto)
  • Marco Ferreira (o F.C. Porto conquistou mais 10% dos pontos em disputa que o Benfica com este arbitro, nas últimas 7 épocas dirigiu 13 jogos do Benfica e 10 jogos do F.C. Porto) 
  •  Hugo Miguel (o F.C. Porto conquistou mais 12% dos pontos em disputa que o Benfica com este arbitro, nas últimas 7 épocas dirigiu 11 jogos do Benfica e 11 jogos do F.C. Porto) 
Os principais candidatos são pois os 4 arbitros destacados a negrito, com os quais o Benfica e o F.C. Porto obtiveram rendimentos mais semelhantes nas últimas 7 épocas, o Paulo Baptista, o Artur Soares Dias, o Marco Ferreira e o Manuel Mota, por esta ordem.

Curiosidades que podem condicionar a nomeação de certos arbitros:

  1. Jorge Sousa esta época já foi nomeado para F.C. Porto 0 -Benfica 2, para o Sporting 1-Benfica 1 e para o Braga 0 - F.C. Porto 1, jogo em que nos minutos finais, Pardo após contacto do Alexsandro cai na área, nem assinalou penalti nem o Pardo foi penalizado com cartão amarelo, atleta esse que se encontrava em risco de completar um ciclo de 5 amarelos e falhar o próximo encontro. Este arbitro esteve numa das duas derrotas do F.C. Porto neste campeonato e num dos 2 empates do Benfica nesta época.
  2. João Capela, esteve numa das duas derrotas do F.C. Porto neste campeonato e foi o único jogo deste clube que dirigiu em 2014/15. Esteve em 2 jogos do Benfica, ambos ganhos pelo Benfica.
  3. Artur Soares Dias, esta época dirigiu o F.C. Porto 3 - Sporting 0 e também, o Benfica 2 - Braga 0, jogo em que aos 59 minutos com o resultado em 2-0, expulsou o Tiago Gomes. Assim em 2014/15, quer o Benfica, quer o F.C. Porto venceram o seu jogo contra um candidato ao titulo dirigido por este arbitro. Artur Soares Dias esteve também no polémico Penafiel 1 - F.C. Porto 3, com três golos obtidos em lances de aparente fora-de-jogo.
  4. Marco Ferreira dirigiu 2 das 3 derrotas averbadas pelo Benfica no atual campeonato, somente numa delas assinalou decisões arbitrais desfavoráveis, (penalizou o Benfica com um penalti e uma expulsão no jogo contra o Rio Ave). A outra derrota foi num jogo do Benfica contra outro candidato ao titulo, no Braga 2 - Benfica 1, não dirigiu nenhum jogo grande do F.C. Porto esta época, apenas esteve no F.C. Porto 5 - P. Ferreira 0, da 19ª jornada.

Queremos saber a sua opinião. Qual é o arbitro mais equidistante para este classico?
Qual é o melhor arbitro para o Benfica-Porto? E porque?


Sem comentários: