segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015

Jorge Sousa cabisbaixo após o golo do Jardel! Alguém acha estranho?

Já em publicaçoes anteriores manifestamos a nossa opinião de que o Jorge Sousa não deve ser nomeado para jogos do Benfica. Esta opinião sobre o arbitro já vem desde a vergonhosa arbitragem na final da taça da liga de 2009/10 que pode ver aqui. 

Os dados estatísticos agregados aqui no blog das últimas 7 épocas confirmam de uma forma clara a tendência arbitral do Jorge Sousa. Nas últimas 7 épocas F.C. Porto e Benfica tem sido as equipas com melhor desempenho médio mas com este arbitro o Benfica foi dos 4 candidatos ao titulo a equipa com pior % de pontos conquistados, também foi o único deles que sofreu mais penaltis do que aqueles que beneficiou, enquanto o F.C Porto tem um saldo favorável de 4 penaltis em 11 jogos.
Só com influência arbitral se pode compreender que em 16 jogos contra os adversários do campeonato nacional um arbitro em concreto consiga obrigar o Benfica a conquistar apenas 25 pontos. Para conseguir conquistar apenas 52% dos pontos em 16 jogos é preciso o arbitro ter alguma influência no rendimento médio do Benfica, uma vez que com todos os outros arbitros em média conquistou 80% dos pontos em disputa nos 184 jogos. 
As equipas não devem variam muito de rendimento médio só por ser um determinado arbitro a dirigir esses jogos.

Vejam bem está imagem após o golo do Jardel.  Tirem as vossas conclusões se os numeros deste arbitro são pura coincidencia ou não.

Vejam com atenção William, Jeferson e Jorge Sousa. E digam qual dos três está a sofrer mais com este golo do Jardel?

Na imagem, há quem só veja a alegria dos jogadores da equipa que acaba de marca um golo e a tristeza da equipa que sofreu o golo, mas alguns adeptos mesmo conhecedores das tendênçias do arbitro ainda ficam incrédulos com a tristeza demonstrada pelo arbitro após 1 golo.

Realmente um arbitro cabisbaixo após um golo é algo que ninguém devia ser obrigado a assistir num jogo de futebol.

Sinceramente, Jorge Sousa! Não havia necessidade!
Não há que baixar a cabeça, mesmo os teus reconhecem que fizeste o que pudeste!

Jorge Sousa evitou de todas as formas que o jogo tivesse lances potencialmente perigosos para a baliza do Sporting:
  • Jonas na primeira parte foi derrubado na meia-lua com um empurrão nas costas pelo William, o Jorge Sousa nada assinalou. 
  • Aos 73 minutos, Jonas roda sobre o central do Sporting e quando a entrada da área se prepara para alvejar a baliza do Sporting, o Jorge Sousa assinala-lhe uma falta, que pelas imagens ninguém compreende.
  • Já perto do fim, o Salvio tambem sofreu falta a entrada da área que o arbitro não assinalou.
  • Num lançamento do Eliseu aos 15 minutos para dentro da área, o Jonas ao tentar dominar uma bola de cabeça, foi cabeceado na nuca pelo Paulo Oliveira. Obviamente como disse o comentador da Sportv "ficou o jogador do benfica no chão muito queixoso", mas a jogada proseguiu e quando a bola saiu do terreno o arbitro interrompe o jogo para verificar o estado físico de Jonas, que se encontrava deitado a queixar da nuca. A Sportv repete nesse momento o lance uma única vez, ao visionar a repetição o Luis Freitas Lobo saiu-se com está - "foi cabeça contra cabeça" em vez de reconhecer que Jonas foi atingido na nuca quando dominava uma bola. Se estivesse a dominar a bola com o pé e o Paulo Oliveira lhe acertasse por trás no pé, de certo que também diria simplesmente que foi "pé contra pé", isto porque não era na área que lhe convinha que um defesa atingisse um atancante claramente por trás e não na bola. Haja decorro Luis Freitas Lobo! Então não vistes o Jonas a jogar a bola e a levar uma cabeçada na nuca que o impede de prosseguir o lance?




6 comentários:

DeVante disse...

Este lance onde William derruba Jonas nem uma repetição mereceu da Sporkos TV...Aliás, foram vários lances sem repetição, sempre em nosso prejuízo.

cfriacas disse...

porque é que não se diz com todas as letras...?

FOI PENALTI INDISCUTÍVEL (E NÃO ASSINALADO!!!) AOS 15 MINUTOS, DE PAULO OLIVEIRA SOBRE JONAS.

o caracolinhos da treta bem que na classificação dele devia tirar 1 ponto ao sporting e adicionar 2 ao SLB.

Julio Vargasmonteiro disse...

O golo do benfica é triplamente irregular( daí jorge sousa estar cabisbaixo ao ouvir os jogadores do sporting a queixarem-se), recebe com o braço, depois tobias remata a bola contra o braço e depois maxi saindo duma posição irregular interfere na jogada,o ódio a vocês é cada vez maior , não ganham uma sem casos....Benfica vai entrar para o guiness como o clube que jogou mais jogos em superioridade númerica, terei o prazer de assistir a isso no final do ano ,não penses que é a brincar....

Influência Arbitral disse...

Francamente, a frustração de sofrer um golo nos descontos, pode realmente distorcer a forma como se vê a realidade!
Pelas imagens transmitidas e repetidas por diversas vezes ninguém pode afirmar convictamente que Tobias ou o Jonas cometeu a irregularidade de meter a mão à bola, quando muito algum fanatico pode imaginar que a bola bateu na mão de um deles. Pedir fora de jogo do Maxi é ridículo, pois quando o Jeferson tirou a bola ao Jonas, afastando-a da sua baliza e levando-a para frente no sentido de iniciar um contra-ataque, a partir desse momento o Maxi e ou mesmo qualquer outro jogador do Benfica que estivesse nem que fosse na linha de baliza do Patricio, tinha obrigatóriamente de correr para trás para tentar empedir o Jeferson de prosseguir com a bola para a frente. Esclarecido que fora de jogo nesse lance nunca poderá existir mesmo para quem sente ódio cada vez que o Benfica faz 1 golo. Deixa-te de ódios, o desporto não para isso e o golo é o mais bonito num jogo de futebol.

Já agora que revelas muita atenção as questões arbitrais, podes responder a seguinte questão. Sabemos todos que a Sportv não quis repetir 2 ou mais vezes, mas na transmissão em direto dever ter visto o lance aos 15 minutos em que Jonas dentro da área tenta controlar uma bola com a testa e o Paulo Oliveira da-lhe uma valente cabeçada na nuca e o derruba, consegues dar a tua opinião se o Paulo Oliveira cometeu falta nesse lance ou não?

Frank disse...

Três notas: não me parece que o árbitro esteja cabisbaixo. Acho que aquela expressão tem a ver com os protestos dos jogadores do Sporting, nomeadamente do Jeferson. Se o árbitro ficasse assim tão triste com o golo poderia tê-lo anulado, inventando as faltas que os sportinguistas queriam que fossem marcadas no lance. A arbitragem no geral foi boa embora tenha havido uma penalização excessiva do Benfica em termos de cartões: Maxi e Eliseu viram amarelos em lances que nem falta foram, ao passo que Adrien escapou à punição que deveria ter recebido (o que até já é habitual). Finalmente há um outro lance em que o Jonas tem a bola dentro da área do Sporting que é interrompido pelo árbitro sem se perceber porquê que a SportTV (como também é habitual) não repetiu.

Influência Arbitral disse...

Nas últimas 7 épocas, nos 16 jogos dirigidos pelo Jorge Sousa, com um saldo de 1 penalti desfavorável o Benfica apenas conquistou 25 pontos (52% dos pontos disputados) enquanto que o F.C. Porto nos 11 jogos dirigidos pelo Jorge Sousa, beneficiando de um saldo favorável de 4 penaltis, conquistou 24 pontos (73% dos pontos disputados). Acreditas mesmos que o F.C. Porto com este arbitro consegueria chegar aos 16 jogos só com 25 pontos conquistados sem que o arbitro tivesse alguma influência nesse baixo rendimento?
Estamos a falar de 2 clubes que com todos os outros arbitros conquistaram em média cerca de 80% dos pontos em disputa, benefeciando em média aproximadamente de um saldo favorável de 2 ou 3 penaltis por cada 11 ou 16 jogos respetivamente. Mesmo depois desta explicação ainda acreditas que estes numeros são pura coincidência?

Com Jorge Sousa nos últimos 7 campeoantos o Sporting em 11 jogos jogados com um saldo nulo de penaltis conquistou 26 pontos (79% dos pontos disputados)