terça-feira, 27 de janeiro de 2015

RECURSO ÀS IMAGENS TELEVISIVAS NUM PENALTI DECISIVO

MOMENTO HISTÓRICO: MESMO ANTES DA FIFA AUTORIZAR O RECURSO ÀS IMAGENS TELEVISIVAS, PELA 1º VEZ NA ARBITRAGEM UTILIZOU-SE A TECNOLOGIA PARA TOMAR UMA DECISÃO ARBITRAL RELEVANTE.

Com o resultado em 0-0, aos 90 minutos ocorre uma queda na área de um dos grandes do campeonato Português. Bruno Paixão, não tendo a certeza se o carrinho do Eliseu foi só na bola ou se na sequência também atingiu o seu adversário derrubando-o, consultou o arbitro auxiliar que também não assumiu uma perpectiva conclusiva sobre o lance, consultou depois o 4º arbitro e este com a ajuda das imagens televisivas ajudou-o a tomar a decisão de assinalar uma grande penalidade. 



Imagens do blog A MINHA CHAMA


Será que todos os arbitros estão em condições de assinalar um penalti aos 90 minutos mesmo que seja em lances na área de um dos grandes? São poucos mas existem árbitros que aparentemente nos últimos 7 campeonatos não presenciaram nenhuma falta na área desfavorável a um dos grandes.

Em condições normais qualquer arbitro que tenha dirigido mais de 10 jogos de uma equipa é pouco provavél que nesses mais de 900 minutos não tenha ocorrido nenhuma falta na área desse clube. Estatisticamente se consultarmos os dados dos últimos 7 campeonatos constatamos que:


  • De todos os arbitros que tenham dirigidos 10 ou mais jogos do F.C. Porto, apenas o Pedro Proença em 16 jogos, Carlos Xistra em 14 jogos, Jorge Sousa em 11 jogos e Hugo Miguel em 10 jogos não assinalaram nenhum penalti contra o F.C. Porto nos últimos 7 campeonatos. 



  • De todos os arbitros que tenham dirigidos 10 ou mais jogos do Benfica, apenas o Marco Ferreira em 12 jogos e João Capela em 10 jogos não assinalaram nenhum penalti contra o Benfica nos últimos 7 campeonatos.



  • De todos os arbitros que tenham dirigidos 10 ou mais jogos do Sporting, apenas o Carlos Xistra em 11 jogos não assinalou nenhum penalti contra o Sporting nos últimos 7 campeonatos.



  • De todos os arbitros que tenham dirigidos 10 ou mais jogos do Braga, apenas o Duarte Gomes em 15 jogos, o Olegário Benquerença em 14 jogos e Bruno Paixão em 13 jogos não assinalaram nenhum penalti contra o Braga nos últimos 7 campeonatos. 


Estes arbitros não assinalaram nenhum penalti contra estes clubes nos últimos 7 campeonatos mas será que não existiram mesmo falta na área nesses mais de 900 minutos disputados com esse arbitro.
Só tomando os casos mais recentes desta época, como os meus amigos se lembram, aos 90 minutos da 7ª jornada no F.C. Porto 2 - Braga 1, o Pedro Proença exemplificou mais uma vez a dificuldade que há de assumir nos últimos minutos uma decisão arbitral relevante desfavorável a um grande.
O Olegário Benquerença no F.C. Porto-Rio Ave da 11ª jornada demonstrou a que ponto chega a dificuldade em assinalar um penalti desfavorável ao F.C. Porto,  e foram diversas situações só neste jogo. Com o recurso as imagens televisivas poderia ser corrigido estes erros arbitrais. É por esses erros arbitrais com uma tendência detectável estatisticamente que o F.C. Porto não foi penalizado com nenhum penalti sofrido nos 8 jogos dirigidos pelo Olegário Benquerênça nos últimos 7 campeonatos.

Sem comentários: