quinta-feira, 23 de outubro de 2014

AGREGADO 7 CAMPEONATOS (PENALTIS / EXPULSÕES / PONTOS)

Estatisticamente desde a época 2008/09 até à 7ª jornada da atual época 2014/15 cada uma das equipas candidatas ao título já disputou 187 jogos no campeonato nacional, sendo que em média acrescentaram 12 pontos diretamente com um último golo marcado de penalti e 21 pontos pontos após uma expulsão de um adversário. Em média cada uma das equipas candidatas ao título perderam 5 pontos diretamente com um último golo sofrido de penalti e também perderam 5 pontos após uma expulsão sofrida nos jogos das últimas 7 épocas.

Nos últimos 7 campeonatos cada candidato acrescentou em média 22 pontos diretamente com as decisões arbitrais (penaltis e expulsões). Estas são as condições em que foram disputados os pontos na nossa liga, como qualquer adepto sabe estes 4 clubes grandes são os clubes que mais beneficiam de decisões arbitrais favoráveis e também sistematicamente se apresentaram nos primeiros lugares da tabela classificativa. Agregando todos os pontos conquistados sem o efeito direto de um penalti ou expulsão, vemos que o Benfica conquistou 422 pontos, o F. C. Porto 416 pontos, o Sporting 324 pontos e o Braga 308 pontos nessas circunstâncias. Quando analisamos um grande numero de jogos constatamos que a sorte das equipas com as decisões arbitrais varia muito entre essas equipas. O F. C. Porto é claramente a equipa que nos últimos anos teve a sorte de melhor usufruir de penaltis e expulsões que se transformam diretamente em pontos acrescentados, os 35 pontos diretamente dependentes de um penalti ou expulsão transformam a equipa na única que acrescentou mais pontos que os 22 pontos de média dos 4 candidatos.


 Curiosamente as 2 equipas que conquistaram mais pontos sem influência arbitral direta, inverteram de ordem na classificação final dos Pontos Oficiais quando acrescentados os pontos com influência arbitral direta. Estes 20 pontos com influência arbitral direta que o F. C. Porto acrescentou a mais que o Benfica em muito são explicados pela enorme diferença de 20 decisões arbitrais com que as duas equipas competiram nestes últimos 187 jogos da Liga Zon Sagres. Nada justifica que duas equipas com um rendimento muito similiar possam ser obrigadas a disputar um mesmo campeonato com uma diferença de 17 penaltis e 3 expulsões. Em seguida apresentamos o quadro com o agregado de todos os penaltis e expulsões assinalados na Liga nacional nos jogos destas 4 equipas.


2 comentários:

Anónimo disse...

É tão obnubilado que nem percebe o nó cego em que se está a meter!! Imagine que uma equipa joga imensamente, e que ganha sempre por 2-0, 3-0, 4-1, et., em que o último golo resulta sempre de penalti. Outra equipa vê-se à rasca e ganha sempre por 2-1, por penalti. Você vai dizer que a segunda é a mais beneficiada pela influência arbitral!! Enfim, o facciosismo conduz a isto...

Influência Arbitral disse...

Se uma equipa vencer por 2 ou mais golos é obvio que o último golo de penalti não alterou os pontos distribuidos. Os pontos com influência arbitral são somente aqueles que foram acrescentados através de um último golo de penalti.

Não sei em quê é que te baseias para catalogar de "facciosismo" os dados agregados neste blog, uma vez que apenas se utiliza o mesmo critério para todos os clubes e tentamos objetivamente constatar qual dos clubes beneficiou de mais decisões arbitrais favoráveis com os quais acrescentou pontos de forma direta.

Entre equipas com um rendimento muito similar é expetável que tenham disputados esses jogos com também um nº muito semelhante de decisões arbitrais favoráveis. Quando tal não acontece concluímos que para obter os mesmos pontos um dos clubes beneficiou de melhores condições arbitrais.