domingo, 18 de maio de 2014

1, 2, 3, FOI A CONTA QUE DEUS FEZ





O Benfica conquistou o "TRIPLETE". 
Feito histórico desta atual equipa do Benfica comandada pelo técnico Jorge Jesus que venceu todos os troféus nacionais que disputou na época 2013/14.

  1. Vencedor do campeonato. Extraordinário desempenho desportivo do Benfica que com competindo com apenas 9 penaltis a favor nos 30 jogos da Liga Zon Sagres, teve capacidade para conquistar mais 7 pontos que o Sporting (clube que beneficiou de 11 penaltis a favor no campeonato) e também conquistou mais 13 pontos que o F.C. Porto (clube que beneficiou de 13 penaltis a favor no campeonato transformando-se mais uma vez foi o campeão dos penaltis da liga nacional). Para os árbitros nacionais a grande equipa da época 2013/14 só poderia ser o F.C. Porto, a 2ª equipa mais forte foi o Sporting e o Benfica foi a 3ª equipa mais forte. Contra todas as probabilidades criadas pelas condições arbitrais, na realidade o Benfica com o seu desempenho desportivo conseguiu inverteu esta classificação, deixando-a mais de acordo com aquilo que os clubes evidenciaram durante a época.
  2. Vencedor da Taça da Liga, vencendo por 2-0 um Rio Ave que havia eliminado o Braga na 1/2 final. A conquista deste troféu foi ainda um feito mais grandioso, tendo em conta que a 1/2 final foi ganha contra o F.C. Porto, jogando o Benfica em inferioridade numérica mais de 1 hora ainda por cima num jogo disputada na casa do maior rival (Dragão).
  3. Vencedor da Taça de Portugal, no mítico Jamor vitória por 1-0 contra o Rio Ave. Para conquistar este troféu foi necessário eliminar o Sporting, com uma vitória por 4-3 e ainda na 2ª mão da 1/2 final da Taça de Portugal, num jogo arbitrado pelo Pedro Proença em que  tinha de vencer o seu adversário por 2 golos de diferença para passar a eliminatória, jogando mais de 1 hora em inferioridade numérica, conseguiu derrotar o F.C. Porto por 3-1, no mais épico jogo nacional. Este foi o momento glorioso, não foi uma simples vitória, está equipa atingiu o direito de escrever uma pagina gloriosa na história do futebol nacional.   

      
1,2,3 FOI A CONTA QUE DEUS FEZ!!!
...
1,2,3 FOI A CONTA QUE DEUS FEZ!!!
...
1,2,3 FOI A CONTA QUE DEUS FEZ!!!
...

Aqui ficam os números estatísticos desta inigualável época e também da anterior para se ter uma ideia dos obstáculos ultrapassados por este grupo de jogadores e sua equipa técnica.

Nesta época 2013/14, o Benfica sofreu um penalti contra nos 2 jogos em que acabou saindo derrotado no campeonato, ambas por 2-1, sendo que:
  • O Jorge Sousa na 1ª jornada além do penalti contra com que penalizou o Benfica aos 90min. do Marítimo 2 - Benfica 1 não assinalou um penalti a favor do Benfica cometido sobre o Lima.
  • O Rui Costa na 30ª jornada assinala mal o penalti que permitiu ao F.C. Porto fazer o 2-1 final, isto num jogo em que o Benfica utilizou diversos habituais suplentes e jogadores da equipa B, pois o campeonato já estava conquistado e haviam ainda finais para disputar nessa semana. 
Os 5 empates do Benfica no campeonato ocorreram nos seguintes jogos: 
  • Sporting 1 - Benfica 1, com um golo sofrido em fora-de-jogo e um penalti claro por assinalar pelo Hugo Miguel.
  • Benfica 1 - Belenenses 1, em que o golo sofrido foi em claro fora-de-jogo não sancionado pelo Jorge Tavares.
  • Benfica 2 - Arouca 2, em que o Rui Costa vê o Bruno Amaro jogar a bola com a mão na sua área e interrompe o jogo, mas por estranheza de todos volta atrás com a decisão e não assinala penalti.
  • Gil Vicente 1 - Benfica 1, com Bruno Paixão a expulsar o Siqueira aos 57minutos, obrigando assim o Benfica a disputar os restantes 33 minutos em inferioridade numérica.
  • Benfica 1 - Setúbal 1, com o Duarte Gomes a assinalar um penalti contra o Benfica aos 75min. permitindo assim ao Setúbal obter o golo do empate.
A única derrota na taça de Portugal aconteceu num jogo em que o Marco Ferreira perdoou 2 expulsões ao adversário, pois quer o Herrera, quer o Fernando tiveram entradas assassinas sobre o Sálvio e o Fejsa respetivamente. No único empate na Taça da Liga o Benfica jogou em inferioridade numérica mais de 1 hora e num dos empates da Liga Europa foi conseguido num jogo em o Enzo Perez foi expulso aos 66min. e o Benfica foi obrigado a disputar os últimos 10 minutos com 9 jogadores.

Aqui esta o resumo detalhado das últimas 3 épocas.


Sem comentários: