segunda-feira, 5 de setembro de 2016

Pequenas notas da entrevista do Jorge Jesus ao Record.


Diz o Jorge Jesus: "Quando cheguei ao Sporting dispensei 14 jogadores e fui buscar 8, lote onde se inclui o Gelson e o Matheus, mais a recuperação do Esgaio. Em janeiro entraram mais seis. Curiosamente são, em número, os mesmos 14 que saíram. Em relação aos que dispensei, disse na altura ao presidente que eram jogadores que não tinham valor para os objetivos e grandiosidade do Sporting. Nunca iriam valorizar o clube. [...]"
"[...]Quando cheguei ao Sporting, e o presidente é minha testemunha, ao fim de um mês quis ir-me embora. Porquê? Olhei para o tinha e pensei: ‘mas o que é isto?’."

Jorge Jesus continua imparável no que toca a bajulação da sua pessoa. 

No seu 1º ano (2015/16) contratou 14 novas estrelas e esta época 2016/17 lá contratou mais 12 novas estrelas e despachou outra carrada de flops (o cerebro sempre a pensar).  Como os desejos do "cerebro" são insaciáveis, vamos ver em Maio/Junho de 2017 quantos flops o "cerebro" ainda vai encontrar no plantel que ele construiu com as 26 estrelas que ele escolheu e em quem atirar as culpas em caso de novo insucesso desportivo. 

Então antes de JJ, nos 2 primeiros anos da presidência do Bruno de Carvalho, continuavam na mesma a ser só imcompetentes em todo o departamento de futebol do Sporting? 
O Leonardo Jardim e o Marco Silva eram mesmo imcompetentes por não terem mandado embora esses 14 flops que o Jorge Jesus encontrou logo a 1ª vista e contratar as 14 estrelas em falta de modo a melhorar o plantel, ou simplesmente não tiveram a mesma sorte orçamental, não é Bruno Carvalho? Mesmo assim, para que conste:
  • Leonardo Jardim, em 2013/14 ficou em 2º lugar, tendo perdido 23 pontos no campeonato.
  • Marco Silva, em 2014/15 ficou em 3º lugar, tendo perdido 26 pontos no campeonato e venceu 2 jogos na fase de grupos da Liga dos campeões, empatando outro.
  • Jorge Jesus, em 2015/16, já sem os 14 flops mas sim com as 14 novas estrelas escolhidas pelo "cerebro", não conseguiu o acesso a fase de grupos da Champions e ficou em 2º lugar, tendo perdido 16 pontos. Atenção que nesta temporada, já apanhou a base da equipa bem maturada (o João Mario com 23 anos, o William Carvalho com 24 anos, o Adrien com 27 anos e o Rui Patricio com 28 anos), ou seja todos eles já com mais de 100 jogos de experiência na equipa principal do Sporting.


Jorge Jesus reconhece agora que ao fim de 1 mês quis ir embora do Sporting. 
Estava desencantado com a qualidade geral dos jogadores do Sporting e com a imposição do Bruno de Carvalho, para não utilizar o André Carrillo.
Realmente há 2 perguntas que os jornalista nunca o fizeram que são: 
Acreditavas ser possível, o Benfica ser campeão 2015/16 integrando os 5 jovens made in Seixal?
Será que alguma vez se arrependeu de não ter permanecido no Benfica e lutar ai para ser campeão, aceitando reforçar a equipa com os jovens, Ederson, Nelson Semedo, Lindelof, Renato Sanches e Gonçalo Guedes? Qual destes jovens renderam muito mais do que Jorge Jesus esperava deles.

De volta a entrevista do record.
Diz o Jorge Jesus: O Luisão é um exemplo de capitão. Adrien é um bom capitão, mas ainda tem muito a aprender para ser um capitão a 100%."
Mais um tiro nos pés, Jorge Jesus não aprende! Afirma publicamente que o seu capitão não está a altura do capitão do Benfica. 
Será que Jorge Jesus como lider irá mudar de capitão, ou aceita que no sporting não conseguirá nenhum outo elemento que seja um capitão a 100%.

Em 14/05/2016 Jorge Jesus tinha afirmado que: «Sp. Braga tem três jogadores que jogam em qualquer equipa de Portugal».
Ao menos nesta ele não negou que Rafa Silva é um desses 3 jogadores que ele falava ao dizer nesta grande entrevista ao Record de hoje: «Não, o Sporting nunca esteve interessado no Rafa, porque o presidente sabia que queríamos o Markovic. Não quero dizer com isto que o Rafa não seja um grande jogador, porque é um dos grandes jogadores portugueses».

Mas, afirmar agora que não tinha interesse no Rafa Silva mas sim que a 1ª escolha era o Markovic. 
A ser assim, então porque não adquiriram em definitivo, o Markovic pelos mesmos milhões que estariam dispostos a oferecer pelo Rafa Silva? 
Para além do facto de Rafa ser português, quais foram as outras razões que levaram o Sporting a tentar comprar o passe do Rafa Silva em vez de comprar passe do Markovic, se este é que era o seu preferido? Alguém acredita que tendo Markovic sucesso desportivo no Sporting esta temporada, ele terá melhores perpectiva de ficar no plantel na época seguinte que o Carrillo teve na época 2015/16.
É que ao receber o Markovic por emprestimo por 1 temporada, corre o risco de o Bruno de Carvalho, mais cedo o mais tarde, proibir a sua utilização tal como aconteceu com o Carrillo.  Em caso de bom desempenho do Markovic no Sporting, jamais o Liverpool aceitará vender o seu passe por uma proposta inferior a 20 M€, coisa que hoje seria possível. Esse investimento no Markovic, é realmente significativo mas para quem estaria disposto a fazer o mesmo pelo Rafa Silva, não se compreende porque não o faz por aquele que diz ser a sua prioridade, isto sendo verdadeira a afirmação que a 1ª escolha sempre foi Markovic.

A mentira tem a perna curta. 
Se Markovic sempre foi a 1ª escolha, não se compreende a sua não contratação definitiva, nesta altura em que o seu passe esta mais desvalorizado e em que Sporting está com a tão propalada grande saúde financeira. 

Sem comentários: