segunda-feira, 4 de janeiro de 2016

XISTREMA ESTÁ MORIBUNDO MAS NÃO ESTÁ MORTO

Carlos Xistra foi muito criticado pelos Benfiquistas pelos 2 penaltis que deixou por assinalar no Benfica-Sporting da 8ª jornada, nesta 15ª jornada voltou a não assinalar nenhuma infração na área e desta vez recebeu criticas do Bruno do Carvalho que considerou duvidoso o seguinte lance na área do Benfica.

Alguma comunicação social levantou duvidas se o Fejsa atingiu/rasteirou o Bruno Gaspar ou não. Pelas imagens se vê que a bola que ressaca após o corte do Jardel é disputada pelo Bruno Gaspar e pelo Fejsa. O vimaranense chegou primeiro a bola, tendo o Fejsa evitado pontapear o seu adversário, está claramente com o pé apoiado no chão. O choque entre os jogadores é inevitável nesta disputa de bola mas como se pode ver na sequência de imagens que se seguem nenhum dos dois pontapeou o seu adversário. O futebol é um jogo de contactos como todos sabemos, se o jogador vai com a bola controlada e é derrubado seria outra questão.


O mesmo lance visto de outro ângulo, mostra claramente que Bruno Gaspar chega primeiro a bola e que em nenhum momento Fejsa pontapeia o Bruno Gaspar, pois quando os dois jogadores se encontram ambos os jogadores tem os pés apoiados no chão e nenhum deles chutou o pé ou as canelas do adversário.
 


Carlos Xistra num jogo em que o Guimarães cometeu quase o dobro das faltas do Benfica mostrou 2 cartões amarelos para cada equipa na 1ª parte e na 2ª parte mostrou  1 cartão amarelo para o Guimarães e mais 2 cartões amarelos para o Benfica. 

A tendência do Carlos Xistra de tomar decisões que prejudicam o rendimento pontual do Benfica já é conhecida por quem frequenta este blog, pois a muito tempo que estatisticamente entre os 4 candidatos ao titulo aqui analisados neste blog, o Benfica é claramente aquele que mais piora o seu rendimento nos jogos arbitrados pelo Carlos Xistra comparativamente ao rendimento médio do clube nos últimos 8 campeonatos com todos os outros árbitros.

Mas o mais intrigante deste jogo foi o lance aos 45 minutos em que o arbitro viu o Renato Sanches a sofrer uma falta, enquanto este lutava para concluir com sucesso a jogado, o Carlos Xistra preparava-se para apitar e quando finalmente a jogada foi perdida o arbitro sinaliza que deu a Lei da vantagem.
Vejam com atenção a reação do Carlos Xistra nesse lance.

Aos 45 minutos Renato Sanches é ostensivamente agarrado, mas tentou continuar a jogada, o arbitro viu a falta, colocou o apito na boca, quando o centro é efectuado já ele está preparado para apitar mas após o Guarda-Redes defender o desvio do Jonas, o Carlos Xistra desistiu de apitar e nesse momento faz sinal que deu a lei da vantagem! 
Será que Carlos Xistra apenas se estava a preparar para apitar falta (dando o correspondente amarelo ao Alexandre Silva) no caso do Jonas conseguir desviar para golo?

Na sequêmcia da imagem não restam dúvidas que o arbitro viu o Alexandre Silva a agarrar o Renanto Sanches e levou o apito a boca para assinalar a infração. 
Porquê Carlos Xistra desistiu de assinalar a falta e dar o cartão amarelo ao infrator neste lance?
Só o Carlos Xistra saberá responder mas pelo histórico dele os adeptos benfiquistas ficam com a pulga atrás da orelha.

Como Carlos Xistra viu a infração e a continuidade do lance com sucesso ficou comprometida por esse agarrão, o correcto não seria assinalr a falta e penalizar com amarelo o jogador que agarrou ostensivamente o Renato Sanches na 1ª paragem de jogo? 








4 comentários:

RuiL disse...

Pois mas a comunicação social já conseguiu transformar este jogo numa "ajuda" ao BENFICA com dois, repito, dois penaltis, imagine-se.
Ouvi ontem um sportinguista, daqueles com opiniões formadas através de 1° páginas de jornal, a questionar um adepto BENFIQUISTA nestes termos; -Então está semana não dizes nada? Tiveram dois penaltis contra não assinalados, estão é outra vez a ser levados ao colo (palavrão começado por Car...).
Apesar de a conversa não ser comigo ao sair não evitei perguntar-lhe se ele tinha visto o jogo, ao que retorquiu não ver desgraças...tenho dito, coitadinhos.
Off topic - vamos ver se o Sérgio Conceição se porta desta forma quando jogar com os adversários directos do BENFICA, ou fazer como o Manel Machado sair abraçado aos dirigentes do Porto em alegre cavaqueira depois de ter sido, aí sim, roubado em dois penaltis que até um invisual conseguia ver deste o Continente

k disse...

Não sei se fez bem ou mal ,mas peço desculpa desde antecipadamente ..
por ter feito copy paste de varias linhas do txt de hoje e meti no pasquim a bola se não poder fazer ff de me dizer que nunca mais faço isso .
sem mais um abração Benfiquista e continue que você mexe com o xistema tanto azul como verde

ps: qq coisa tem aqui o meu mail benfica32@gmail.com ok
obrigada

Anónimo disse...

A análise que faz do agarrão que o Renato Sanches sofre é errada.
O árbitro e bem aplicou a lei de vantagem.
Num primeiro momento ia assinalar pois poderia ser mais vantajoso para essa equipa contudo veio a verificar se que a jogada desenrolou se e quase resultava em golo. Situação em que a vantagem foi aplicada e concretizada, com benefício para a equipa que sofre a falta que quase marca golo.
Esteve muito bem o árbitro!

Influência Arbitral disse...

E então o cartão para o infractor?
Pelo menos nisso falhou o Carlos Xistra.

Alexandre Silva ao agarrar tirou vantagem e diminuiu a probabilidade do lance ser convertido em golo, o arbitro viu e só quando teve a certeza que o lance não resultou em golo é que retira o apito da boca e faz a indicação da lei da vantagem.
Não estranhas, Carlos Xistra só ter a certeza que devia aplicar a lei da vantagem quando teve a certeza que não houve nenhuma vantagem em prosseguir a jogada.